"Não é sobre dinheiro, é sobre arte": Katy Perry pede mudanças drásticas na fiscalização de pirataria online

Sendo uma grande artista da indústria fonográfica mundial, Katy Perry já sofreu na pele com os vazamentos e consequentemente perdeu muito – tanto financeiramente como em divulgação – com a pirataria de seus álbuns e singles nos últimos anos. Katy é uma das cantoras que querem medidas preventivas mais drásticas para a divulgação de música ilegal na internet, em sites que disponibilizam o material grátis ou propagam antes da data de lançamento em serviços de streaming ou lojas autorizadas.

Segundo o NY Post, não só ela, mas muitos outros musicistas pediram ao US Copyright Office reformas drásticas e reforços para o Digital Millennium Copyright Act afim de melhorar a fiscalização e punições para pessoas e hackers responsáveis por vazamentos. No documento, eles apontam que precisam de “políticas adequedas e mais eficazes para proteger o futuro da música”.

“As leis precisam encontrar um equilíbrio entre facilitar a liberdade de expressão e criatividade e ao mesmo tempo proteger os interesses dos detentores de Direitos Autorais”, disse Katy. “Esse tipo de lei inteligente permite que as pessoas publiquem o querem na internet – tais como vídeos, comentários, fotos ou texto. Em essência, é isso que se faz na rede. Não se trata de dinheiro. Somente de respeitar a arte”, completou.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets