Miley Cyrus revela que diretores do VMA a desrespeitaram durante gravação de sua performance; entenda

Miley Cyrus apresentou uma das melhores performances do VMA 2020 no último domingo (30), mas parece que nem tudo foi tão perfeito assim. Durante uma entrevista ao podcast de Joe Rogan, a cantora afirmou que os diretores da apresentação a desrespeitaram após pedir para ser tratada como os artistas masculinos.

Tudo começou quando a interprete de “Midnight Sky” pediu para desligarem uma luz usada apenas em artistas femininas, para “dar beleza”, e que usassem uma luz vermelha, como ela queria. “Você nunca diria ao Travis Scott ou Adam Levine que eles não poderiam desligar essa luz“, revelou Miley. Os diretores concordaram e afirmaram que começariam a tratá-la da mesma forma que tratam os homens.

Porém, em um certo momento, Cyrus teve problemas com seu figurino e os diretores foram bem estúpido com sua resposta: “‘Você quer ser tratada e iluminada como um cara, não estaríamos lidando com isso se fosse um cara’“, contou Miley ao podcast. A cantora não ficou quieta e respondeu da melhor firma possível.

“Um cara não estaria fazendo isso porque ele não venderia sexo em suas apresentações como eu vou. E eu estou ciente disso.”

Depois de toda essa falta de profissionalismo por parte dos diretores, Miley Cyrus fez a primeira performance de “Midnight Sky”, no palco do VMA 2020. Vamos relembrar?