Mesmo sem shows, Ludmilla adianta cachê de dez shows para seus músicos devido à crise do coronavírus

O Brasil e o mundo vem sofrendo grande problemas econômicos devido ao surto do novo coronavírus e por conscientização social e decretos governamentais, shows de todos os artistas brasileiros e internacionais foram cancelados ou reagendados, para evitar aglomeração de público.

Sem shows, é normal que tanto o artista como sua equipe acabe ficando sem renda, mas com tudo isso, Ludmilla prefere que sua equipe esteja bem. Segundo o jornalista Léo Dias, a intérprete de “Verdinha” pediu ao seu empresário, Alexandre Baptestini, que os caches dos componentes dos seus shows fossem adiantados, para que os mesmos não passem necessidades financeiras durante o período de contenção do COVID-19.

Segundo Alexandre, cinco shows de março e outros cinco de abril já foram pagos e o empresário deixou claro que se caso a quarentena se estenda além do prazo, uma nova reunião será feita para auxiliar a equipe da cantora.