Mesmo sem 1 milhão de cópias da Samsung, Rihanna deve estrear oficialmente em #1 com "ANTI" na Billboard 200

Um verdeiro dilema a respeito de como será contabilizada as vendas do “ANTI” de Rihanna – em meio a compra de 1 milhão de cópias da Samsung e depois distribuída de forma gratuita no TIDAL – se instaurou há alguns dias quando o álbum foi finalmente lançado. Longe disso, no iTunes, o material não está indo mal nas paradas e figurou boas posições ao redor do planeta.

Nos EUA, as primeiras expectativas livres de vendas do disco da artista são de até 120 mil cópias, garantindo com que ela estreie na mais alta posição do chart de álbuns mais “quentes” dos Estados Unidos, a “Billboard 200”. Apresentada como uma ameaça ao reinado de Rihanna, Sia acabou ficando na terceira posição com 80 mil unidades vendidas apenas com seu “This Is Acting”. As coisas ainda podem mudar, até porque apenas na próxima segunda (8) serão anunciadas as posições oficiais.

Rihanna (Westbury Road/Roc Nation) 95-105k album,
Kevin Gates (Bread Winner’s Association) 75-80k, 80-85k
Sia (RCA) 70-75k, 80-85k
Charlie Puth (Artist Partner Group) 45-50k, 60-65k
Dream Theater (Roadrunner) 23-26k, 25-27k
Tedeschi Trucks Band (Fantasy/Concord) 17-20k, 18-21k

Nesta última segunda-feira, disco estreou na posição #27 na parada da Billboard nos EUA, após algumas horas de vendas serem averiguadas pelo chart. A estreia ainda não é oficial, até porque, pouquíssimas cópias foram contabilizadas nessa atualização, cerca 490 e 15 mil plays nos serviços de streaming.

As informações são do Hits Daily Double.