Mãe de Cazuza proíbe que Bolsonaristas usem música do filho como tema em manifestações contra a democracia

Que Cazuza é um dos maiores nomes da música brasileira é inegável, com hits que sacudiram os anos 80, em época de forte repressão e ditadura militar.

Mesmo sofrendo censura com sua arte em período militar e em canções como “Só As Mães São Felizes”, foi a mesma arte que anda sendo tema de forma ilegal de manifestações contra a democracia brasileira, conduzida por eleitores do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. Segundo o jornal Folha de São Paulo, a canção “Brasil”, lançada em 1988 no mais famoso álbum de Cazuza, o “Ideologia”, vem sendo usada como trilha sonora dos atos, o que a mãe do cantor, Lucinha Araújo, desconhecia.

Através de nota oficial emitida pela “Sociedade Viva Cazuza”, os representantes legais de Cazuza proibiram expressamente a utilização de “Brasil” ou qualquer outra faixa do artista falecido, nas manifestações que classificaram como “atos violentos”, sob pena de processo por violação de direito autoral.

Confira o comunicado: