Léo Dias ataca IZA, diz que a cantora sofre de “síndrome do primeiro milhão” e manda conselho à artista; confira

Torta de climão! O jornalista Léo Dias veio através de sua coluna na UOL, na última terça (17), falar sobre a cantora IZA e deixar sua opinião a respeito da acessibilidade da cantora com a imprensa. “Sua única prioridade parece ser a Globo”, cita em trecho.

O colunista aproveitou o espaço que possui no site TV e Famosos, para deixar claro sua opinião sobre os últimos comportamentos da cantora em relação à imprensa e sua equipe de assessoria. “Iza foi colocada em uma redoma de vidro. Ficou intocável, inacessível. Sinceramente eu não sei qual é a estratégia de seu empresário e, porque a Warner Music não intervém”. – comenta.

Procurando entender o que se passaria]com a cantora, Dias teria buscado informações com outras pessoas do meio: “o que eu mais ouvi foi que Iza está sofrendo a “síndrome do primeiro milhão”. A equipe que cerca a cantora tem a certeza de que se trata da futura Adele”.

Outro fato pelo colunista foi o de que a cantora não estaria disposta a fazer festas voltadas à comunidade LGBT, sendo essa, uma parte considerável de sua fã base.

“Iza nunca aceitou fazer festas gays. Pablo Falcão, dono da famosa Chá da Alice, fez e ofereceu de tudo. Mas só ouviu não. Mas Rafael Rossato, o empresário da cantora, considerava que, aceitando os convites, ela se tornaria segmentada”. Afirma Léo Dias.

O jornalista afirma que IZA já não é a mesma de antes, não consegue emplacar hits e que precisa lembrar de sua origem se quiser continuar como está. “Um conselho: o mundo gira rápido e ninguém sabe o dia de amanhã. Lembre-se sempre de Olaria, onde tudo começou.”

“O discurso é engajado e impecável mas na prática é uma grande articulação para faturar alto. O acesso a Iza é cada vez mais difícil. Não dá entrevistas, sua assessora é a famosa anotadora de recados e sua única prioridade parece ser a Globo”. Finaliza.

Sobre o autor: /

Mineiro, 23 anos, estudante de jornalismo e apaixonado por música pop, séries e artes visuais // @FellipeMedeiross