Lauren Jauregui defende Little Mix de críticas de radialista britânica sobre as meninas estarem nuas no clipe de "Strip"

O novo álbum do Little Mix, “LM5”, chegou na última sexta-feira (16) e junto dele o clipe do novo single, “Strip”, uma colaboração do quarteto com a rapper Sharaya J.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/vai-ser-iconico-segundo-rumores-little-mix-e-spice-girls-vao-se-apresentar-juntas-na-final-do-the-x-factor/

Para a produção, as meninas ficaram nuas e escreveram suas inseguranças e insultos que ouviram durante toda a vida delas, porém, isso não foi bem visto pela radialista britânica Julia Hartley-Brewer.

No Twitter, Julia critica a utilização da nudez como forma de empoderamento e até afirmou que elas estavam como “vadias”.

“‘Little Mix ficam nuas e são rabiscadas com insultos’. Ainda de novo, jovens mulheres fingindo que ficar peladas as empoderam. Isso não empodera. É só mais um jeito barato de se vender. Mas eu acho que isso faz uma mudança legal para esse grupo se vestir como vadias”.

Quem viu o comentário e quis intervir foi Lauren Jauregui, integrante do Fifth Harmony, girl group colocada como o grande rival do Little Mix. Porém, como se vê, essa rivalidade provavelmente nunca existiu.

A americana respondeu a radialista a chamando de misógina e que as roupas escolhidas por elas não as tornam menos emponderadas.

“Se sua intenção é empoderar as mulheres, que tal você não se adicionar na lista de misóginos que ditam o que é apropriado o suficiente para ser ‘respeitado’. Todas as formas merecem respeito. Não há menos empoderamento por causa das escolhas de roupa. Não fique mordida, elas estão gostosas”.