Kesha revela ter carinho por suas músicas antigas – com exceção do smash hit "Die Young"; entenda

Kesha deu uma entrevista reveladora para a Billboard, e, dentre revelações do mês de lançamento do seu novo álbum e o estilo que ele terá, a diva abriu um espaço para falar de suas antigas canções.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/kesha-conta-que-seu-novo-album-sera-no-estilo-pop-do-inicio-da-carreira-e-que-ele-saira-em-dezembro/

Ela contou que ama suas músicas do começo da carreira, pois acha muito incrível ver as pessoas se divertindo ao som delas, mas que até hoje não consegue se conectar com o smash hit “Die Young”, primeiro single do seu segundo álbum de estúdio, “Warrior”, e um dos mais amados dos fãs.

“Eu gosto dos meus hits antigos, porque, de alguma forma, eles ainda não se desconectaram da minha vida. Quando essas músicas mais antigas tocam, as pessoas ficam felizes e perdem a cabeça, então elas ainda são meus bebês. Eu fico muito alegre ao ver pessoas se divertindo com meus amigos ao som delas, e isso nunca sairá de mim. Mas algumas, em especial ‘Die Young’, eu me senti forçada a gravar para incluir em álbuns, pois havia outras que se alinhavam melhor na estética do disco.”

http://5jc.0a9.myftpupload.com/em-entrevista-kesha-afirma-que-fara-um-album-para-deixar-sua-marca-na-musica-pop-saiba-mais/

Quem diria que “Die Young”, que rendeu à Kesha um #2 na Billboard Hot 100 e um #1 na Pop Songs, teria um gostinho tão amargo para ela, né? Atualmente, o hit já passou dos 145 milhões de visualizações no YouTube. Vamos relembrar?

http://5jc.0a9.myftpupload.com/em-entrevista-kesha-revela-que-nunca-assistiu-e-nem-assistira-a-sua-performance-no-grammy-2018/