Kathy Bates revela que, de início, se recusou a interpretar uma satanista em "AHS: Apocalypse"

Dona de um extenso currículo e figura carimbada nas produções de Ryan Murphy, Kathy Bates retornou triunfante para o oitavo ano de “American Horror Story” e, a um episódio do final da temporada, a atriz revelou várias curiosidades sobre sua personagem ao Portal EW e disse ainda que não sabia que seria um robô e que, de início, se recusou a interpretar uma satanista:

“Eu tenho que falar, quando peguei o roteiro e li que me fariam rezar para Satã, chamei a equipe no meu trailer e falei: ‘gente, eu não vou rezar para Satã! Cody (Fern) pode fazer isso tranquilamente porque ele é o Satã’, mas eu estou muito decidida a respeito disso pois sobrevivi ao câncer duas vezes e não vou mexer com isso! (risos)”

Bates ainda revelou que Murphy costuma fazer o convite apresentando uma ideia bruta do personagem, mas o roteiro de fato é sempre surpreende. A já vencedora do Oscar revelou ter desenvolvido um enorme carinho por Cody Fern, que interpreta Michael Langdon, o anticristo:

“Eu o vi em “Versace” e o achei perfeito! Eu absolutamente amei trabalhar com ele!(…) O que eu notei primeiramente no trabalho dele foi o quão focado ele é, e o tanto de pesquisa e reflexão que ele faz a respeito. Ele me deu um lindo livro com desenhos de Blake. Ele está bem atento que isto é tipo o terceiro papel da vida dele. Isso nos leva de volta para quando éramos jovens. Eu ainda estou apaixonada pelo o que eu faço mas é bom vê-lo tão animado e focado em trabalhar muito e ainda ser parte disso. Eu acho que ele está fazendo um lindo trabalho. Adoro a calma dele. Ele é um ator incrivelmente preparado e está realmente aproveitando a oportunidade para dar o seu melhor.”

Quando questionada sobre a índole de sua personagem, Sra. Mead, se ela teria sido a personagem mais obscura que ela já interpretara na produção, Bates disse que não: “ela era uma assassina e não tinha emoções a respeito, era bem robótica e rígida, cheia de ódio”. A atriz comentou ainda sobre o clima que os fãs relatam sentir entre Sra. Mead e a personagem interpretada por Sarah Paulson, Mrs. Venable:

Eu não acho que havia relacionamento romântico. Entendo que as pessoas notaram nuances sexuais mas nunca discutimos isso durante a história, e eu particularmente acredito que isso se deve ao fato de elas terem vindo juntas da Corporativa, é uma questão de intimidade, só a Venable sabia bem quem de fato foi Mead.”

Depois de elogiar a competência de Paulson dirigindo alguns episódios desta temporada, Bates finalizou dizendo para os fãs se preparem, porque o final de Apocalipse será realmente muito bom: “uma grande surpresa, eu acho.”