Kanye West diz estar tentando se divorciar de Kim Kardashian e ataca Kris Jenner: “Kris Jong-Un”

Kanye West voltou a causar polêmicas no Twitter na madrugada de hoje (22). O rapper continua fazendo afirmações polêmicas sobre sua família, e a família de sua esposa, o clã Kardashian.

Nas novas postagens, West afirmou que vem tentando se divorciar de sua esposa, a empresária Kim Kardashian há cerca de dois anos, e sugeriu que ela o teria traído com o rapper Meek Mill. O rapper também atacou sua sogra, Kris Jenner, a comparando com o ditador Kim Jong-Un, da Coréia do Norte, e se referindo a ela como uma supremacista branca.

Na sequência de tweets, agora deletados, West escreveu:

“Eles mandaram dois médicos para usarem o artigo 51/50 em mim [código policial californiano que designa pessoas com distúrbios mentais]. Estou tentando me divorciar da Kim desde quando ela se encontrou com Meek [Mill] no [hotel] Waldorf para tratar da ‘reforma prisional’. Ainda tenho mais 200. Esse é o meu tweet da noite…. Kris Jong-Un [referência ao ditador norte-coreano]. Meu rapper favorito mas que não fará uma música comigo”.

“Meek é meu parceiro e foi respeitoso. Esse é meu chapa. Kim perdeu a linha. Eu valho 5 bilhões de dólares a mais do que isso para Deus. Mas agora todos vocês ouvem MJ e agora acreditam nele?”

“Kim [Kardashian] e Kris [Jenner] soltaram uma declaração sem minha aprovação. Isso não é algo que uma esposa deveria fazer. Supremacia branca”.

“Disse o futuro presidente”, finalizou o rapper, se referindo ao fato de ser candidato à presidência dos Estados Unidos.