Justin Bieber se abre sobre depressão, erros pessoais e os altos e baixos da fama

Justin Bieber utilizou o Instagram para se abrir sobre depressão, sobre a pressão e como os altos e baixos afetam o desenvolvimento de jovens estrelas como ele. Em mensagem publicada em rede social nesta segunda-feira (2), o cantor se abriu sobre fases de abuso de drogas e relacionamentos em que ele mesmo teve comportamentos tóxicos.

“É difícil sair da cama de manhã com a atitude correta quando você está sobrecarregado com sua vida, seu passado, trabalho, responsabilidades, emoções, sua família, finanças, suas relações. Quando parece que há problema depois de problema. Você começa a prever o dia por meio de lentes de medo e já imagina que terá outro dia ruim. O ciclo de sentir decepção após decepção. Às vezes pode chegar ao ponto em que você não quer nem viver mais. Onde você sente que não haverá mudanças…”, começou Justin.

O cantor de 26 anos que alcançou a fama aos 13 anos, em 2007, quando publicava vídeos no YouTube, lembrou os efeitos disso em adolescentes:

“Eu não conseguia mudar minha mentalidade. Eu tenho sorte de ter pessoas na vida que continuaram a me encorajar. Você sabe, eu tenho muito dinheiro, roupas, carros, prêmios, conquistas e ainda me sinto incompleto. Você já viu as estatísticas de crianças estrelas e o resultado da vida deles? Há uma pressão e uma responsabilidade insanas colocadas na criança cujo cérebro, emoções, lobos frontais (responsáveis pela tomada de decisão) ainda não se desenvolveram”, o cantor continuou.

Justin Bieber descobre parentesco com Ryan Gosling e Avril Lavigne; entenda

Justin confessou que ser elogiado e mimado por todo mundo ainda quando era muito jovem dificultou seu processo de amadurecimento.

“Mas aí você acrescenta a pressão de estrelato que faz algo a você é bem inexplicável. Eu não cresci em um lar estável. Meus pais tinham 18, separados, sem dinheiro, ainda jovens e rebeldes. Conforme meu talento progrediu, eu tive um grande sucesso, o que aconteceu no espaço de dois anos. Meu mundo virou de ponta cabeça. Eu fui de um menino de 13 anos de uma cidade pequena a ser elogiado pelo mundo com milhões de pessoas dizendo que me amavam e como eu era ótimo. Eu não sei quanto a você, mas humildade vem com idade. Você escuta essas coisas enquanto é um menino pequeno e você começa a acreditar”, afirmou.

O cantor destacou que as más decisões tomada quando mais jovem tiveram efeito em sua imagem. Depois de ser paparicado, ele passou por fases de críticas:

“Racionalidade vem com idade, assim como seu processo de tomada de decisão (um dos motivos pelos quais você não pode beber até ter 21 anos). Todos faziam tudo por mim então eu nunca aprendi os fundamentos da responsabilidade. Então ao chegar aos 20 anos, eu tomei cada decisão ruim que você pode imaginar e passei de uma das pessoas mais amadas do mundo para uma das mais ridicularizadas, julgadas e odiadas no mundo Você percebe que muitas bandas e artistas em turnê acabam tendo uma fase de abuso de drogas, e eu acredito que é devido a não conseguir lidar com as grandes altos e baixos que acompanham o fato de se ser um artista”, confessou.

Justin Bieber deu testemunho e cantou em um teatro ontem (28); assista ao vídeo

Justin foi transparente sobre o uso de entorpecentes e sobre ter tido um mau comportamento com as pessoas com quem se relacionava:

“Eu comecei a usar drogas bem pesadas aos 19 e abusei de todas minhas relações. Eu fiquei ressentido, desrespeitoso com as mulheres e raivoso. Eu fiquei distante de todo mundo que me amava e eu estava me escondendo atrás da carcaça da pessoa que eu me tornei. Eu sentia que nunca poderia reverter isso. Me levou anos para me recuperar de todas as decisões terríveis, consertar relações rompidas, e mudar hábitos relacionais. Felizmente Deus me abençoou com pessoas extraordinárias que me amam por quem eu sou”, continuou.

O cantor terminou o texto com um teor positivo, falando sobre a nova fase de sua vida e dando estímulos para quem passa por situações depressivas:

“Agora estou na melhor temproada da minha vida. “CASAMENTO!” Que é uma responsabilidade nova louca e maravilhosa. Você aprende a ter paciência, confiança, compromisso, bondade, humildade e todas as coisas que precisa para ser um bom homem. Tudo que eu tenho a dizer é que se as probabilidades estiverem contra você, continue a lutar. Jesus te ama. Seja bom hoje, seja ousado hoje, e ame todas as pessoas hoje, não pelos seus padrões, mas pelo amor perfeito e infalível de Deus”, finalizou.