Justiça determina prisão de DJ Rennan da Penha, idealizador do Baile da Gaiola; saiba detalhes

A justiça do Rio de Janeiro ordenou na última quarta-feira (20) o mandado de prisão do DJ Rennan da Penha e outras 10 pessoas envolvidas em um dos maiores baile funks do Rio de Janeiro, o “Baile da Gaiola”, realizado na Vila Cruzeiro.

Segundo informações, Renan Santos da Silva,  foi condenado por associação ao tráfico de drogas, com pena prevista de seis anos e oito meses em regime fechado. Rennan foi inocentado em primeira instância, mas com recurso do Ministérios Público do Rio, o DJ acabou por condenado.

Segundo a decisão do desembargador Antônio Carlos Nascimento Amado, da Terceira Câmara Criminal, revelou que o artista  tinha a função de “olheiro”, relatando a movimentação de policiais que acessavam a comunidade. Uma testemunha que não teve seu nome revelado, apontou o artista como “DJ dos bandidos”, sendo ele o responsável pela realização dos bailes funk na comunidade.

A equipe de Rennan informou que já está em contato com os advogados do rapaz. Até o momento o dj não se apresentou a justiça do Rio de Janeiro.