Já escutamos o novo álbum da MC Tha! Vem conferir o que achamos do "Rito de Passá"

Mc Tha já está pronta para realizar o lançamento de seu primeiro álbum de estúdio, intitulado “Rito de Passá” e depois “Valente” e da canção que recebe o nome de seu disco, “Rito de Passá”, estávamos bem ansiosos para saber o que a paulista estava preparando.

Mas se antes você não sabe quem é MC Tha, te convidamos a ler nosso editorial convidativo:

O brado da periferia com a devoção de uma cabocla valente! Conheça MC Tha, uma aposta musical brasileira mais do que necessária

Com enredo inspirado em sua religião, o disco traz uma capa e contracapa bem objetiva, mesclando a imagética da umbanda, onde Tha representa a Orixá dos ventos, Iansã, mas também exibe a cultura da periferia paulista.

Nós tivemos acesso com exclusividade ao novo álbum da cantora e fizemos um resumo das novas canções da intérprete de “Bonde da Pantera”. Vale lembrar que o álbum de Mc Tha será lançado oficialmente nesta sexta-feira (21).

01. Abram os Caminhos

MC Tha já abre seu disco fazendo referência aos guias espirituais da Umbanda, clamando pela fé de Zambi e Oxalá, grandes divindades da religião. No interlúdio que abre o álbum, Tha dá o ponta pé inicial para o primeiro single do álbum, “Rito de Passá”.

02. Rito de Passá

Há uma transição perfeita do interlúdio para a canção que é o primeiro single do álbum de mesmo nome. Como muitos já podem ter ouvido, “Rito de Passá” mescla elementos do funk com percussões próprias da umbanda. Tha demonstra devoção às divindades da religião.

03. Coração Vagabundo

Descobrimos logo de cara que o álbum da cantora já apontou para um caminho completamente diversificado em questões de gênero musical. A canção “Coração Vagabundo” nos remeteu inicialmente a uma brasilidade semelhante ao estilo gafieira, um pequeno gostinho de samba no pé que convida logo em seguida para dançar agarradinho.

04. Clima Quente

É a canção onde Tha apresenta um ritmo e letras mais sensuais e fortes, mas uma vez apresentando gêneros que nos remeteu a estilos provenientes da região nordeste do Brasil. Inclusive é impossível não cantar junto à parte “Tá chegando a hora de você me devoraaaar”. Vocês poderão notar que em três faixas, a cantora apresentou três diferentes ritmos, reforçando esse elo da diversidade de estilos.

05. Onda (Part. Jaloo e Felipe Cordeiro).

Uma das faixas onde estávamos mais ansiosos de ouvir, até porque Mc Tha e Jaloo já colaboraram anteriormente na canção “Céu Azul”, mas desta vez a nova música da cantora ainda ganhou a presença especial de Felipe Cordeio.

Outra música, outro ritmo, em “Onda” o trio nos trás uma pegada que nos lembrou de algo bem similar à época oitentista, uma pegada axé que convida pra pular como se estivéssemos em um show da Daniella Mercury. Não podemos deixar de dizer que os vocais de Jaloo e Felipe deram um toque mágico e que de tão sutis, conseguem nos transmitir paz e ainda sim ficar girando pela sala cantando “Eu vou me enroscar em você…”.

06. Oceano

Até aqui, está é a música mais vocal de Tha, o instrumental acompanha apenas algumas batidas graves, com apenas dois minutos de duração, “Oceano” nos pareceu hora música, outra interlúdio. A música conta com uma letra forte, principalmente uma parte que nos chamou bastante atenção.

“Tristeza é um oceano raso” 

07. Despedida

até aqui, Tha nos dá uma de suas músicas mais animadas, apesar de um ritmo que conta com mais batidas, a cantora fala sobre um amor não correspondido, que mesmo ela ter dado tudo de si, não teve seu sentimento correspondido. A canção ainda tem como exemplo o casal pernambucano forasteiro, Lampião e Maria Bonita. Inclusive, “Despedida” abre ponte também para a próxima canção que é intitulada de “Maria Bonita”.

08. Maria Bonita

Vimos a canção como um grito de poderio feminino. Fala de uma mulher que largou costumes, casamento e seu lar para se reafirmar como mulher. Tha ressalta aqui a importância de a mulher se amar nas boas e más situações. A canção conta com apenas dois minutos de duração.

“No amor ou na guerra, acorda Maria Bonita”.

09. Avisa Lá

Chegamos provavelmente na música mais carregada de instrumentos, batidas, lições, e afrontes. A canção conta com o funk 150bpm e á música mais dançante do “Rito de Passá”. E como a gente não pode ver uma canção dançante que já queremos balançar a raba, “Avisa Lá” foi uma das nossas músicas favoritas e a gente vai conversar bem gostosinho com a Mc Tha e implorar para ela fazer um clipe desse hino.

“Só vim te alertar que o som é grave a letra é forte não quer mais parar
Se eu to na voz é só rajada com bala de A.K”

10. Comigo Ninguém Pode

TEM QUE SER VALENTE, THAIS! Mc Tha fecha seu álbum com um novo ritmo 150bpm e mistura toda a essência brasileira que vocês podem imaginar. A canção remete mais uma vez aos elementos da natureza representado pelos orixás. “Comigo Ninguém Pode” também é uma erva utilizada nos rituais de umbanda, segundo a cultura, a planta é capaz de afastar espíritos negativos, inveja e muitos males psíquicos.

A música contra com ainda elementos de “Céu Azul”, faixa em colaboração com Jaloo.

Com 10 novas canções, chegamos a conclusão de que MC Tha tem a capacidade de brincar de ser eclética, passear por diversos gêneros como se estivesse em sua zona de conforto. Não vamos negar que nossa músicas favoritas foram as que trazem a cultura do funk, mas não só por isso, mas por provar por a+b que um gênero que foi criminalizado por anos, tem o poder de se fazer presente e no caso de Mc Tha, servir como instrumento de educação para assuntos em que a sociedade insiste em por debaixo dos panos com a desculpa de que o “Brasil é um país da maioria e que a minoria tem que calar”.

Precisamos falar sobre música, precisamos falar sobre etnias, precisamos falar sobre funk, precisamos falar sobre a popularmente dita macumba, precisamos falar que tudo isso É NORMAL. Talvez o álbum de MC Tha deva ser considerado como um produto educacional pra quem insiste em dizer que é  “conservado”.

“Rito de Passá”  foi produzido por Pedrowl e também teve a co-produção de Jaloo. O disco chega a todas as plataformas nesta sexta-feira (21) e você poderá conferir aqui no PFBR!

Ansiosos?