Iggy Azalea fala sobre o preço da fama e saúde mental em entrevista à Cosmopolitan

Iggy Azalea é a capa da próxima edição da revista Cosmopolitan. Numa entrevista recheada de revelações, a rapper fala sobre diversos assuntos, inclusive polêmicas de seu passado.

Iggy Azalea está deslumbrante na capa e recheio da revista Cosmopolitan; veja o ensaio

Um dos tópicos abordados durante a conversa foi o preço da fama, como tudo mudou para a rapper “da noite para o dia” e a dificuldade de manter a saúde mental em meio a tudo isso.

Iggy revelou que inicialmente resistiu ao retiro de saúde mental que seu time de gerenciamento insistiu para que ela fizesse alguns anos atrás, mas depois percebeu que eles só estavam tentando ajudá-la: “Eles só não queriam que eu destruísse minha própria vida, basicamente”. Por duas semanas, a cantora conversou com um terapeuta para tratar diversas questões, como a sua infância, seus problemas com controle e, especialmente, sua resistência à críticas: “Especialmente não conseguir discernir críticas bem intencionadas de trolagem”, acrescentou. Ela ainda identificou formas de sabotagem que fazia consigo mesma: “Tudo era muito desgastante. De repente, você é mega famoso em alguns meses”.

Iggy também fala que reconhece que estava errada ao enfrentar todas as críticas, sendo difícil de trabalhar e expondo todos os seus sentimentos no Twitter:

“Você quer tão desesperadamente estar certa porque você sente que você se justifica, suas emoções são tão reais. É difícil dizer ‘Ok, talvez eu tenha lidado com isso de uma maneira ruim”.

Em entrevista, Iggy Azalea fala sobre apropriação cultural e ser uma rapper branca