Há um ano, Bebe Rexha revivia o pop polêmico e explícito ao lançar a injustiçada “Last Hurrah”; relembre

Há exato um ano, Bebe Rexha lançava “Last Hurrah”, revivendo o pop polêmico que ganhou o mundo décadas atrás.

Com uma música e clipe (que foi lançado posteriormente, no dia 21 de fevereiro de 2019), influenciados por Madonna, a cantora apresentou um vídeo extremamente bem produzido, com várias locações e looks diferentes, mas acabou sofrendo boicote, tanto por rádios quanto pelo YouTube, por algumas cenas sexuais e religiosas explicitas, que causaram discussões e questionamentos.

Apesar de todo o boicote citado acima, “Last Hurrah” ainda conseguiu alcançar o pico #11 no iTunes estadunidense, chegou a entrar na Billboard Hot 100 (em #98), além de conseguir um certificado de ouro nos EUA, pelas 500 mil cópias comercializadas no país.

Ao todo, o single, que possui em sua produção e composição nomes como Lauren Christy, Nick Long, Andrew Wells e da própria Bebe, vendeu 2 milhões de cópias mundialmente. Vamos relembrar esse clipe tão injustiçado?