Há seis anos, Beyoncé transformava a indústria com o lançamento de seu álbum visual auto-intitulado; relembre

No dia 13 de dezembro de 2013, Beyoncé se preparava para dar mais um audacioso passo em sua carreira. Um que mudaria completamente toda a indústria musical: o lançamento surpresa do álbum visual “BEYONCÉ”.

Com apenas três dias de venda – naquela época aos lançamentos costumavam acontecer às segundas-feiras, Beyoncé ousou e lançou o projeto em uma sexta – foram mais de 600 mil cópias comercializadas. Tamanho foi o sucesso que, a partir de então, todos os lançamentos passaram a ocorrer aos finais de semana, obrigando a Billboard a mudar sua contabilização.

Composto por 14 faixas, o “self” foi divulgado com todos os videoclipes já gravados, que eram acompanhados de interludes não -lineares. Com temas bastante íntimos, e numa pegada mais obscura do que costumávamos receber da cantora, o disco abordou temas como sexo, relações monogâmicas, obsessão e, mais do que tudo, expressavam o desejo da artista de ter total controle de sua arte.

Foi o quinto álbum consecutivo de Beyoncé a conquistar o #1 lugar da Billboard 200. A crítica foi completamente conquistada pelo trabalho, No Metacritic, sua nota é um expoente 85. Nos EUA, o disco é certificado 2x platina, enquanto no Brasil recebeu o de diamante.

Sobre o autor: /

Editor-chefe do Portal Famosos Brasil