Há quatro anos, Beyoncé lançava “Formation”, o hino do empoderamento negro; relembre

Bitch, I’m back by popular demand!

Há quatro anos, no dia 6 de fevereiro de 2016, Beyoncé chocava o mundo com o lançamento simultâneo da música e vídeo de “Formation”. O lançamento marcava o início da era “Lemonade”, tida para muitos como o melhor trabalho de sua carreira. O single foi um sucesso de público e crítica, tanto pelas letras fortes e boas batidas, quanto pelo videoclipe icônico que introduzia falas de personagens negros (Messy Mia e Big Freedia), além da presença de sua filha, Blue Ivy.

O vídeo da canção é cheio de contexto histórico e referências. Uma fileira de policiais de tropa de choque aparece ao longo do vídeo. No final, eles levantam suas mãos em um gesto de pessoas sob redenção; A câmera então mostra um grafite na parede que diz: “Parem de atirar em nós”, referenciando a assassinatos de afro-americanos, cometidos pela policia nos últimos anos. Beyoncé também é vista cantando durante todo o vídeo em cima de um carro de polícia, no qual se sugere uma referência ao furacão Katrina. Uma página de jornal é mostrada com a foto de Martin Luther King Jr. na capa, com o título “A Verdade” estampado.

“Formation” recebeu indicações ao Grammy de Canção e Gravação do Ano, mas levou o prêmio de “Melhor Videoclipe”. Tanto a música quanto o clipe são multipremiados, conquistando, na época, o posto de canção mais premiada da história (27 prêmios). A música, tida como fenômeno cultural, foi a mais pesquisada no Google em 2016.

Nas paradas, o sucesso foi moderado, atingindo a 10ª posição na Billboard Hot 100 e a 31ª na UK Official Singles Chart.