Há 5 anos, Lana Del Rey nos presenteava com a bíblia indie “Born To Die”

We were born to die“.

No dia 27 de janeiro de 2012, Lana Del Rey lançava seu primeiro e mais bem-sucedido álbum de estúdio, “Born To Die“. A cantora já havia divulgado um disco homônimo em 2010 sob o pseudônimo de Lizzy Grant, porém de forma independente.

A mistura de pop barroco e indie não agradou os críticos de forma unânime, porém o registro foi constantemente lembrado nas listas de fim de ano de várias revistas influentes, como a NME, The Guardian e Complex. O trabalho foi conceituado com a nota 62 no Metacritic, baseada em 37 reviews.

Apesar de seu conteúdo pouco radiofônico, o “Born To Die” é um verdadeiro sucesso comercial. O álbum já vendeu mais de 7 milhões de cópias ao redor do mundo, debutando no topo de várias paradas importantes como a britânica e australiana. Nos EUA o disco estreou em #2 com 77 mil cópias, sendo barrado pelo trabalho mais bem-sucedido deste século, “21” de Adele.

O “Born To Die” acumula uma platina nos Estados Unidos, uma platina dupla na Austrália e uma tripla no Reino Unido, país em que o álbum teve sua maior aceitação por parte do público. O álbum também é dono de uma estabilidade invejável na Billboard 200, saindo poucas vezes da parada desde seu lançamento.

Apesar de Lana ser americana, os singles do álbum tiveram maior sucesso nas paradas europeias. A única faixa do disco a figurar na Billboard Hot 100 foi o carro-chefe “Video Games“, na 91ª posição. Porém a mesma canção alcançou o top 10 da Official Charts e o topo da parada alemã.

A faixa-título “Born To Die” foi escolhida como segundo single do trabalho, garantindo a Lana mais um top 10 na parada britânica e boas posições em outras nações da Europa. “Blue Jeans“, “Summertime Sadness“, “National Anthem” e “Dark Paradise” foram as outras músicas de trabalho escolhidas, alcançando boas posições em específicos países, como Áustria, França, Alemanha e Suíça.

Alguns fãs podem até se “envergonhar” disso, mas o maior sucesso disparado da carreira de Lana Del Rey é um remix extraído de uma música do álbum. A nova versão de “Summertime Sadness” feita por Cedric Gervais foi um verdadeiro hit em todo o mundo,

A faixa alcançou o top 10 da parada americana, top 5 da britânica e top 3 da australiana, além de outras grandes posições em diversos países. O DJ e a cantora até ganhou um Grammy em 2014 pelo “Melhor Remix Não-clássico”.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets