Fundo investidor que adquiriu a Big Machine estaria incentivando acordo entre Scooter Braun e Taylor Swift

Em junho deste ano foi anunciado o acordo de compra da Big Machine Records por Scooter Braun, através de um fundo de investimento, o Carlyle Group, que financiou a aquisição. A gravadora, com sede em Nashville é a responsável pelo catálogo de Taylor Swift.

Acontece que a cantora não ficou nada feliz com a aquisição de seu trabalho por parte de seu antigo desafeto. A cantora se sentiu traída e expôs toda a situação em uma carta aberta publicada online, em que ela disse ter sido enganada pelo dono da gravadora, Scott Borchetta, até então seu amigo.

Com toda a polêmica que se desenrolou, a imagem da gravadora ficou muito prejudicada junto ao público e ao mercado como um todo. Tal situação e preocupados com a iminente perda de lucros proveniente do catálogo da popstar – que prometeu regravar todo o material no próximo ano, o grupo investidor estaria incentivando as conversas entre Scooter Braun e a intérprete de “Shake It Off”.

Fontes próximas às partes revelaram ao jornal The New York Times que os investidores estão tentando buscar uma forma de resolver a situação. Alguns acreditam que possa haver um acordo com a cantora- porém ela estaria decidida a ser dona de seus masters, e não estaria disposta a ceder nesta questão. Assim, o grupo estaria tentando intermediar a situação, para que aja a minimização das perdas.