Entenda como Cardi B vem se tornando o Karma de Nicki Minaj em relação à Lil’ Kim e o título de “Rainha do Rap”

Com vendas estimadas em 55 Milhões de cópias, um álbum de estreia certificado com 3X Platina, ganhador de 1 Grammy e com 3 singles #1 na Billboard, tudo isso em menos de 2 anos de carreira, Cardi B se tornou uma das maiores revelações da música nessa década, e por existir um número inferior de rapper femininas comparado aos homens, isso acaba levando a comparações, e até mesmo, competição…

Tratando-se de quem é a melhor MC e atual “Rainha do Rap” nós dias de hoje, muitos ligam o nome de Nicki Minaj ao título, mas isso tem mudado, os holofotes agora estão todos mirados a nova queridinha do Rap: senhorita Cardi B. Mas até aí tudo bem, algo comum para novatas que estão em alta não é mesmo? Mas e se eu te contar que essa mesma historia já se repetiu no passado? Vem que o Portal Famosos Brasil vai te contar detalhe por detalhe:

ONDE TUDO COMEÇOU

Lá no início dos anos 2000, o Hip-Hop feminino já possuía a sua Rainha, anteriormente nomeada pelo Rei do Rap, The Notorious B.I.G., logo em seguida, pelas ruas e guetos de Nova York, seu nome? Lil’ Kim!

Sou a rainha do Rap, não há nenhuma tão forte”She Don’t Love You, 2000 [Lil’ Kim]

Alguns anos depois, em 2004, surgia uma nova garota que começava a engatinhar na industria do Hip-Hop, ainda desconhecia e sem o nome artístico criado, a garota se juntava ao grupo The Hood$tars para gravar algumas faixas, dentre elas, uma em que Minaj mencionava Lil’ Kim:

“Veja a conta garota, eu estou indo pela coroa, Kim, essa é a palavra”Hoodstars (Batman), 2004 [Nicki Minaj]

Mais um pouco adiante, entre 2008 e 2009, antes da chegada oficial e bombástica de Nicki Minaj nos charts e eventos com seu álbum de estreia “Pink Friday”, Lil’ Kim já tinha deixado claro quem era a Rainha do Rap na descrição de suas redes sociais ao cria-las:

Em 2010 foi o ano em que a briga entre a veterana e a novata realmente aconteceu, após muitas shades em músicas e entrevistas entre as duas, e de tanto Lil’ Kim cobrar os devidos créditos de suas ideias supostamente imitadas, Nicki Minaj botou a boca no trombone e lançou a faixa “Roman’s Revenge” como diss-track contra Kim em seu álbum “Pink Friday”, logo depois, Kim lançou a faixa “Black Friday”, posteriormente sendo a faixa-título de sua próxima mixtape lançada em 2011. Mas se você caiu de paraquedas no assunto, pode assistir a um documentário legendado disponível no YouTube sobre a rixa através deste link.

Um fato curioso, é que em uma dessas entrevistas, Nicki agradeceu as comparações com Kim, mas afirmou que ela já tinha superado o seu legado, soltando altas gargalhadas em seguida; Confira:

Sempre afrontosa kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Posted by Plante uma Nicki on Monday, July 4, 2016

 

Mais anos se passaram e o reinado de Nicki Minaj cada vez mais crescia, com muitas revistas importantes e academias de mídia a coroarem como a nova rainha do Rap por seu crescimento, o que já é esperado, já que Missy Elliott, Lady Lesshur e atual mente Cardi B também receberam, assim como também outros artistas de outros gêneros, quem aí não ouviu de revistas que Taylor Swfit ou Lady Gaga são as novas rainhas do Pop? E em 2014, Nicki decidiu abraçar o rotulo e se autointitulou Rainha do Rap oficialmente no remix de “Flawless” com Beyoncé dizendo: “A rainha do rap arrasando com a Queen B”. Após ouvir a faixa de colaboração da rapper com a cantora, Lil’ Kim bate as mãos fechadas na mesa e respondeu com outro remix dizendo:

Eu estou viajando ou essa vadia acabou de dizer meu nome? Rainha do Rap? Caí fora daqui, a rainha está de volta”Flawless (Remix), 2014 [Lil’ Kim]

OK PFBR, JÁ ENTENDEMOS SOBRE A BRIGA, MAS AONDE CARDI B ENTRA NISSO TUDO?

Então, como muitos dizem, o Karma tarda mais não falha. Lil’ Kim teve 10 anos de auge em sua carreira, que começou em 1995 com o grupo Junior M.A.F.I.A., até seu último álbum de estúdio em 2005, o “The Naked Truth” posteriormente sendo presa por 1 ano, por ter mentido para o júri em 2001. Assim como Kim, Nicki parece também ter tido os seus 10 anos de auge, que começou em 2007 com a sua mixtape “PlayTime Is Over” até 2017, ano que Cardi B começou a estourar a todo vapor, e não parou mais de crescer.

Após “Bodak Yellow” atingir #1 na Billboard Hot 100, Nicki Minaj começou a se sentir incomodada com a amplificação de Cardi na mídia e lançou uma colaboração com uma pequena shade para a dona do hit.

“Ouvi dizer que essas gravadoras estão tentando fazer outra de mim. Tudo que você está conseguindo, vagabunda, é por causa de mim”No Flag, 2017 [Nicki Minaj]

Estaria Nicki Minaj pagando por ter copiado o estilo de Lil’ Kim?

O que ninguém te disse é que quando Nicki Minaj foi lançada, a ideia inicial era dela ser uma nova Lil’ Kim, e quem contou tudo isso foi Debra Antney, fundadora da gravadora “Minzay Ent.”, em entrevista para o VLAD TV em 2014. Debra era afiliada de Big Fendi, primeiro empresario de Minaj, homem responsável por criar o seu nome artístico, e ter produzido a sua primeira mixtape “PlayTime Is Over” em 2007 através da “Dirty Monney Records”. (Confira a entrevista de Debra neste link). 

Em 2017, em resposta para Remy Ma na época, Nicki Minaj também citou em uma faixa o seguinte:

Para ser rainha do rap, você tem que vender discos, você tem que conseguir placas” – Make Love, 2017 [Nicki Minaj]

Um ano depois, em 2018, Nicki Minaj não conseguia mais nenhum hit além de “Fefe”, com o rapper do momento 6ix9ine, já Cardi B, foi a primeira mulher na história da indústria da música a conseguir certificar todas as faixas de um álbum com “Invasion of Privacy”.

Outro fato assustador que prova que o Karma é verdadeiro, é de que, quando Nicki Minaj estreou com “Pink Friday” em 2010 e começou a fazer um sucesso absurdo, Lil’ Kim tinha 35 anos, e em 2018, quando Cardi B surgiu com “Invasion of Privacy” e teve o grande impacto, Nicki Minaj também veio a possuir 35 anos.

CONCLUSÃO

Cardi B é a nova sensação do momento, vem quebrando inúmeros recordes, sendo uma maquina de hits, e seu reinado está cada vez mais crescendo, e agora, está recebendo o título de “Rainha do Rap” por vários sites importantes como Forbes, Billboard, Grammy Academy, além de estar ganhando uma legião de fãs que também estão dando forças e a coroando como a “New Queen of Rap”, já vimos este capítulo antes, não?! Azealia Banks já dizia pelo twitter que enquanto Nicki Minaj, assim como Cardi B, vem fazendo mudança em números, Lil’ Kim fez diferença em cultura.

“Nós ainda temos que superar Lil Kim artisticamente, Lil Kim ainda é o auge do Rap feminino” – Azealia Banks, 2018, via Twitter.

Cinco provas de que Lil' Kim abriu as portas para as rappers femininas com seu álbum de estreia, o "Hard Core"

E pra você? Quem é a verdadeira rainha do Rap? Lil’ Kim, Nicki Minaj ou Cardi B?