Entenda a metodologia das novas paradas da Rolling Stone

A revista Rolling Stone estreou hoje (02), oficialmente os seus charts musicais. Os servições são correntes diretos das tradicionais paradas da Billboard.

Rolling Stone estreia novo chart; compare com a Hot 100

A principal novidade é que as listas são atualizadas diariamente, e compiladas ao final de cada semana, ao invés da atualização semanal padrão. O serviço é ainda auditado por duas companhias independentes de análise de dados.

Entenda a metodologia e cada um dos cinco charts lançados pela revista:

Top 100 Songs

Analisa as músicas mais populares em território norte-americano, através de streamings e vendas puras, físicas e digitais. NÃO são computados ouvintes passivos, como, por exemplo, as rádios.

(vendas digitais das faixas) + (streams de serviços pagos/120) + (streams de serviços nas categorias gratuitas/360).

Top 200 Álbuns

Reúne os discos mais populares com base em vendas físicas e digitais, vendas de faixas avulsas e streamings.

A conta é a seguinte:

(Venda (digital/física) versão standart*1.0) + (venda (digital/física) versão deluxe*1.3) + (vinl standard*2.0) + vinil deluxe*2.5) + cassete*1.0 + (venda de música digital/10) + (streams de serviço pago/1,200) + (streams de serviços nas categorias gratuitas/3,600).

Artists 500

Ranqueia os artistas mais populares e com maiores números de streamings.

Trending 25

Reúne as músicas que mais ganharam popularidade no momento, medidas por crescimento percentual de streamings.

Breakthrough 25

Destaca os artistas que surgiram na parada pela primeira vez. Também focada nos streamings, têm como critério o fato de que para entrar nessa parada, o artista não pode aparecer na lista do Artist 500.

Você pode conferir as paradas completas clicando aqui.