Em plena revolta da sociedade negra, Karol G defende igualdade racial e é duramente criticada

O mundo segue atento ao movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), após polícias brancos da cidade de Minnesota assassinar por asfixiamento George Floyd, de 42 anos.

O ato revoltou a sociedade americana e principalmente as pessoas negras, que iniciaram uma série de protestos por todo solo americano, após o policia responsável pelo caso ser apenas demitido do seu cargo. O movimento que pede justiça por todas as vidas negras perdidas para a violência policial americana foi endossada por diversos artistas de peso, tais como Beyoncé, Lizzo, Ariana Grande, Harry Styles, Halsey e diversos outros.

Karol G utilizou seu twitter para poder opinar sobre o caso e acabou sendo duramente criticada pelo público ao argumentar igualdade racial, dizendo que só existia uma raça, a raça humana.

“Só existe uma raça em que todos fazemos parte, a raça humana”

A fala da cantora foi imediatamente repreendida por fãs, que entenderam que Karol igualou o direito de todos os seres humanos, o que na prática social não acontece, já que minorias como LGBTQs e negros sofrem diariamente crimes de racismo.

“Sinto muito Karol, mas isso não acaba com o racismo”

“Karol, apague isso agora mesmo. Você está invisibilizando a causa, é como dizer “Todas as vidas importam”!”

“Garota, cala a boca”

“Está não é a decisão que você tem que tomar. Ao dizer que “só existe uma raça”, exclui a experiência de todos os indivíduos, ignora a dor e o sofrimento desproporcional que alguns sofrem. Sabemos que todos somos humanos, não há dúvida disso.”

“Obrigado Karol, você acabou com o racismo e desigualdade”, debochou o fã.

Alguns fãs da cantora entraram em defesa da intérprete de “Tusa” e defenderam o posicionamento da cantora:

“Por mais pessoas como você minha querida, que pensam e que tem sentimentos bonitos, alheia a inveja e a discriminação. Se todos pensarmos assim, a vida da humanidade seria diferente.”