Em nova versão da "Xena – A Princesa Guerreira", romance de protagonista com Gabrielle será mais explícito

Uma das séries de maior sucesso da TV, “Xena – A princesa Guerreira”, deverá ganhar uma nova versão, como foi revelado ainda no ano passado.

E para não decepcionar os fãs da mitológica história da personagem protagonizada originalmente por Lucy Lawless entre 1995 até 2001, o diretor pretende fazer com que partes do enredo se renovem, já que fazem mais de 15 anos que a série chegou ao fim e muita coisa mudou.

O romance de Xena e Gabrielle – que é percebido aos poucos por ambas e só se desenrola nos anos finais com pouco foco – deverá ganhar um maior destaque, provavelmente deixando explícito a sexualidade da guerreira em meio a sua fiel “amiga”, interpretada primeiramente por Renne O’Connor.

“Essa Xena vai ter propósitos diferentes para razões diferentes”, diz Grillo-Marxuach em uma série de perguntas e repostas para os fãs no Tumblr. “Não há razão para trazer de volta a Xena se não estivermos com o propósito de explorar plenamente uma relação que não poderia ser mostrada de forma explícita em meados da década de 90”, termina.

O retorno de Lucy e Renne é pouco provável, já que muitos anos se passaram e nesse meio tempo elas estão trabalhando em outros projetos, muitos paralelos ao da dramaturgia.

A nova versão não tem data para estrear ainda.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets