Em nota, CONAR diz que Pabllo Vittar optou por não se defender sobre o clipe de “Parabéns”

O clipe de Pabllo Vittar da música “Parabéns” ainda segue com restrição de idade. e a conclusão dessa trama parece estar longe de acabar, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, CONAR, emitiu uma nota em que revela que a artista escolheu não de defender.

Depois de ter seu vídeo restrito Pabllo chegou a se pronunciar através de seu Instagram expondo uma censura seletiva, já que existem outros videoclipes que apresentam bebidas alcoólicas de formas ainda mais explícita, e só o trabalho da drag que recebeu a censura.

Por meio de uma nota oficial o conselho informou que a cantora decidiu não se defender. O processo ético do Conar foi acionado já que o clipe apresenta a marca de uma bebida alcoólica em um conteúdo de fácil acesso para menores de idade.

“O caso foi julgado em 5 de dezembro pelo Conselho de Ética. Por unanimidade, deliberou-se pela alteração, para que o videoclipe, por conta da publicidade de bebida alcoólica de alto teor, seja acessível apenas a maiores de idade e que a frase de advertência se torne legível. Vinte e dois conselheiros participaram da reunião, na qual a Campari do Brasil apresentou defesa. Pabllo Vittar optou por não se defender, ainda que regularmente comunicado pelo Conar”.

Quando questionados sobre outros clipes que apresentam bebidas alcoólicas, o Conar afirmou que “talvez” não tenha conhecimento dos demais vídeo clipes e que denúncias desse tipo não são frequentes. Mas, que visam tornar essa prática mais comum.

Mesmo com a restrição, o clipe de “Parabéns” vêm ganhando ainda mais visibilidade e com isso conseguiu atingir a marca de 50 milhões de visualizações.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets