Em documentário, Anitta revela que precisou dispensar parte da equipe de produção durante filmagens do videoclipe de "Vai Malandra"

O novo documentário de Anitta está dando o que falar! Pela primeira vez os fãs e internautas estão tendo a oportunidade de acompanhar mais de perto a vida particular da maior artista brasileira do momento.

Lançado na última sexta-feira (16), “Vai Anitta” reuniu seis episódios para falar um pouco sobre o grande fenômeno nacional que não só chamou a atenção para si com o mercado brasileiro, mas também com mercado internacional. A série de episódios mostrou Anitta por trás do projeto #CheckMate, lançado em 2017 com a tática de divulgar uma música por mês, mostrou a produção das faixas e dos videoclipes, além do Carnaval 2017 e o lançamento de “Machika” e “Indecente” e “Perdendo a Mão”, com Jojo Maronttinni e os meninos do Seakret.

Durante um dos episódios, Anitta revelou que precisou mandar embora praticamente toda a equipe envolvida no videoclipe de “Vai Malandra”, faixa em colaboração com MC Zaac, Maejor, Tropkillaz e DJ Yuri Martins.

Na produção, Anitta conta que já estava exausta, pois já havia chegado ao Morro do Vidigal, no Rio de Janeiro, as 4 horas da manhã e só conseguiu gravar apenas 2 cenas em um espaço de mais de 10 horas.

“Pedi desculpas a Jojo (Maronttinni) e ao Yuri (Martins) e pedi para eles esquecerem a Anitta que iriam ver após as 16 horas.  Já eram 16 horas e nós tínhamos apenas duas cenas feitas. Eu fui em cada integrante da produção e retirei o ponto eletrônico de cada um. Falei que eu iria matar um se eles aparecessem ali novamente”. Disse Anitta em tom irônico.

Anitta concluiu ainda dizendo que seus amigos e familiares foram os responsáveis por finalizar as filmagens da produção.

“Eu mandei chamar minha galera. Meu irmão ficou responsável por soltar a música. O pessoal ficou desesperado porque nunca tinham feito um videoclipe, então eu disse, “Vamos aprender agora então”. Eu fiquei responsável por dar a tomada das câmeras, cortar a música, iniciar de novo e etc…”

Para quem não lembra, a produção do videoclipe ficou por conta do fotografo e diretor americano Terry Richardson.