Elenco negro de “Glee” acusa Lea Michele de tornar suas vidas “um inferno”

A série “Glee” foi um enorme sucesso entre 2009 e 2015, e é lembrada até hoje, com muito carinho, pelos fãs. A produção ganhou destaque por apresentar grande diversidade e mostrar temas importantes a serem discutidos. Porém, os bastidores do programa sempre foram muito tumultuados.

Na noite de ontem (1), diversos membros do elenco negro da série, responderam a um tweet da protagonista Lea Michele, intérprete da personagem Rachel Berry, sobre o movimento “Black Lives Matter” (Vidas Negras Importam, em inglês) e o assassinato brutal de George Floyd pela polícia de Minneapolis.

“George Floyd não merecia isso. Isso não foi um incidente isolado e precisa acabar. #VidasNegrasImportam”

Depois ada postagem, a atriz Samantha Marie Ware, que interpretou Jane Hayward, na 6ª temporada show, respondeu a postagem, acusando a atriz de ter transformado sua experiência na série em “um inferno”.

“Rindo muito! Você se lembra de quando fez do meu primeiro trabalho na TV um inferno? Porque eu nunca vou esquecer. Acho que você disse para todo mundo que, se tivesse a oportunidade, ‘cagaria na minha peruca’, entre outras micro-agressões traumáticas que me fizeram me questionar sobre a carreira em Hollywood”.

Outro integrante do elenco negro, Dabier, que fez uma pequena participação em “Glee”, também revelou atitudes negativas de Lea:

“Garota, você não me deixava sentar na mesa com os outros membros do elenco porque ‘eu não pertencia àquele lugar’. F***-se Lea”.

A colocação da atriz foi corroborada por outros integrantes da série. Alex Newell, o Wade, de “Glee”, respondeu com ‘memes’: “Pegue-a, garota!”

Amber Riley, a Mercedes,que frequentemente era apontada como um desafeto de Michele, por apontar os estrelismos da protagonista, reagiu com memes que deixavam muito claro sua opinião.