#BBB21: delegacia de Crimes Raciais vai apurar denuncias de intolerância religiosa dentro do BBB21

#BBB21: delegacia de Crimes Raciais vai apurar denuncias de intolerância religiosa dentro do BBB21

Foto: Reprodução/Globo

Um reality show que chegou em um momento para entreter pessoas e causar diversão aos telespectadores e até uma certa dose de competição, vem se tornando cada dia mais, motivo de preocupação, principalmente pala entidades sociais que lutam contra as diversas formas de preconceito diariamente.

Na última segunda-feira (08) os participantes Karol Conka, Projota, Nego Di e Lumena, protagonizaram uma triste cena onde fazia trocadilhos com o nome do orixá Xangô, que na umbanda e no candomblé é considerado a divindade do fogo, dos trovões e patrono da justiça. As cenas chocaram os internautas, em um dos momentos Nego Di disparou, “Eu cheguei a xangozar no quarto”.

O assunto surgiu quando Lumena relembrou uma conversa entre ela e Lucas, que serviu de palco para as piadas de Nego Di, que contaram com gargalhadas de Projota, Karol Conka e Lumena, que também é candomblecista.

Segundo o site Mundo Negro, após a repercussão das cenas, a Delegacia de Crimes Raciais e Intolerância (DECRADI) do Rio de Janeiro inciou uma investigação para apurar se os participantes cometeram o crime de intolerância religiosa, prevista na lei nº 7.716/89.

A polícia Civil solicitou as imagens à Rede Globo para apuração.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<