Drag queen de "RuPaul's Drag Race", Farrah Moan, acusa Ariana Grande de plágio

A drag queen ex-participante do reality “RuPaul’s Drag”, Farrah Moan, foi ao Twitter hoje (04), e fez acusações contra Ariana Grande, dizendo que a cantora e sua equipe teriam plagiado um figurino criado por ela que foi utilizado no videoclipe de “7 rings”, um dos maiores sucessos de 2019.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/confira-um-trecho-do-primeiro-episodio-de-rupauls-drag-race-uk/

Farrah afirma que se encontrou com o estilista responsável pela roupa, e ele teria revelado que a equipe de Ariana enviou uma foto da drag queen para que ele copiasse o look. Fazendo referência ao processo que Ariana move contra a loja de vestuário Forever 21, por uso indevido de imagem, a drag diz que ela deveria receber parte dos 10 milhões pedidos pela cantora, e ainda fez um deboche utilizando a letra de “7 rings”. Confira abaixo o desabafo:

https://twitter.com/farrahrized/status/1169360380981727232

“Ariana deveria me dar uma parte dos 10 milhões, já que a sua equipe mandou uma foto minha ao estilista e o pagou para copiar meu look de “RuPaul’s Drag Race: All Stars 4″. (Finalmente conheci o estilista e ele me contou a verdade) acho que roubar de artistas queer para lucrar não é um problema, então”.

“Gostou do meu look? Obrigado, acabei de roubá-lo”. [ em referência à letra de “7 rings”]

“Essa é a última coisa que eu vou dizer sobre isso; os grandes culpados aqui são as pessoas da equipe dela. Se ele não tivesse sido recriado por aquele estilista, eles teriam encontrado outra pessoa que faria. Quando a sua equipe comete um erro, a culpa cai sobre você. Eu não sei sobre o que o processo é o processo que ela está movendo, se é roubo de imagem ou o que quer que seja, mas o ponto aqui é que a equipe dela também roubou. Você pode me atacar o dia todo, mas isso não vai mudar nada. Eu posso admitir que eu fui mesquinha com o gif que postei e eu me desculpo por isso, mas no fim do dia eles fizeram o que fizeram. Eu não me importo em processar ninguém, só precisava desabafar”.