Dr. Luke compositor de “Don’t Start Now”? Nada disso; entenda o caso

O compositor e produtor Dr. Luke tem sido uma das imagens mais polêmicas dos últimos anos, principalmente após a cantora Kesha denunciar abusos físicos, psicológicos e sexuais que sofreu sob a tutela de Luke. Apesar das acusações não terem sido reconhecidas pela justiça americana, o produtor ganhou muitos inimigos ao redor do globo.

Na última noite (03) a ASCAAP, órgão que regulamenta e oficializa composições de artistas e compositores premiou grandes nomes da indústria fonográfica pelos seus trabalhos em 2020, inclusive, Dr. Luke e o nome do produtor foi aparecer justamente em um dos maiores hits de 2020, “Don’t Start Now”, de Dua Lipa.

Logo internautas começara questionar o por que o nome de Luke aparecia nos créditos e se Dua realmente havia aceitado a trabalhar com o produtor, dado ao seu histórico de acusações, mas os créditos na música não contam toda a história por trás do que realmente aconteceu.

Então vamos lá, Dr. Luke é dono de uma das grandes empresas que contratam compositores e produtores nos Estados Unidos, a Prescription Songs, sendo assim, Luke também recebe royaltes e direitos de produção/composição por todas as faixas que são escritas ou produzidas pelos profissionais de sua empresa, mesmo sem colocar ao menos uma virgula na composição.

No caso, o real produtor e também compositor de “Don’t Start Now”, primeiro single do “Future Nostalgia”, de Dua Lipa, é Ian Kirkpatrick, que ocupa o cargo de Chefe de Artistas e Repertórios na empresa de Dr. Luke.

Já no caso de “Say So” de Doja Cat, é diferente, a faixa foi de fato composta por Dr. Luke.