Direto do cenário pernambucano, conheça Tenorio e seu mais novo single, "FURACÃO"

A música brasileira está cada vez mais abrindo espaço para diversos talentos e com o avanço da internet, ser artista independente vem sendo uma missão cada vez mais acessível.
Diretamente do cenário pernambucano, região nordeste do Brasil, responsável também por revelar nomes como Pabllo Vittar, Kaya Conky, Jaloo e tantos outros artistas que representam muito bem o cenário LGBTQ+ na música.
Trazendo seu novo single, intitulado “Furacão”, Tenorio conversou com a gente sobre suas inspirações, seus lançamentos e sua vocação para a música.

Conta pra gente, quem é Tenorio e como você descobriu sua paixão pela música?

Tenorio é um garoto pernambucano, apaixonado por música, arte e suas ramificações. Eu conheci a música propriamente dita em 2009, quando Lady Gaga ascendeu na música pop, a qual sou fã. Desde então, me apaixonei pela música e foi ali, naquele mesmo ano, que eu comecei a escrever minhas primeiras letras.

Quais são suas influências músicas para a inspiração em seus projetos?

Bom, eu diria que a Gaga é uma forte influência, mas também amo o que Pabllo Vittar vem fazendo no Brasil, Anitta que é um exemplo de uma mulher empreendedora. Também sou apaixonado pelas músicas do Garbo, recentemente conheci o Vicrossor, que era daqui da minha terra, acho que sinto uma ligação com ele. Porém, mais que qualquer outro, o que mais me inspira são os artistas independentes, os da minha cidade. Eu quero muito em breve poder ajudá-los de alguma forma.

Como surgiu a ideia do seu recente single, “Furacão”?

Eu tenho muita insônia e geralmente escrevo muita coisa na madrugada. Um certo dia tinha visto uma reportagem falando sobre o furacão Catrina e isso de alguma forma me inspirou a escrever “Furacão”, juntei com uma letra que eu já tinha escrito há um tempo e pensei… “bom já temos terremoto, agora vamos de furacão”. Mas só em música mesmo.

Como foi o processo de criação e como você vê esse lançamento para sua carreira?

Eu gravei cantando “Furacão” no meu celular, dentro do banheiro, antes do banho e enviei para o produtor. Eu disse, “olha isso, vamos fazer!” Ele me mandou o instrumental dias depois e eu amei, adequei algumas palavras e gravei num estúdio caseiro, de um amigo meu aqui no bairro.
Enviei a track e Jokkay, o produtor, depois me enviou ela completa, fizemos uns ajustes e assim nasceu “Furacão”. Eu digo sempre para as pessoas que estão próximas a mim que “Furacão” não tem o objetivo de ser um hit, o objetivo dela é dizer pro publico “opa, tô aqui, prazer meu nome é Tenorio e é isso o que eu faço!”. Quero apenas que o público comece a me conhecer.

Você já idealiza um videoclipe para a canção?

O videoclipe pode vir sim, vai depender da repercussão da música. Mas ainda não idealizei.

Quais são seus próximos projetos, mais singles, talvez um EP?

Virá mais um single por ai, bem diferente de “Furacão” e logo após o meu EP, que vou revelar o nome mais pra frente.

Qual o seu objetivo como artista da cena brasileira?

Meu principal objetivo não é ser famoso, não é ter o #1. Se vier, massa, mas eu quero mesmo dar voz a quem tem voz. Meu EP conta com participações de artistas que sonham em entrar no mundo da música e não tem oportunidade. Meu objetivo é dar voz a essas pessoas.
Ouça a música do artista: