CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

Na tarde desta quarta-feira (30), Claudia Leitte lançou o aguardado videoclipe para a canção “Saudade”, lançada no final de 2018. As gravações aconteceram na capital baiana antes mesmo do lançamento do single nas plataformas digitais.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/depois-de-iza-bruno-martini-tambem-entra-em-estudio-com-claudia-leitte/

A loira, como muitos ainda não sabem, nasceu na cidade de São Gonçalo (RJ), porém, com poucos dias de vida, se mudou com a família para Salvador onde cresceu, iniciou sua carreira no axé e recebeu o título de cidadã soteropolitana em 2008. Ao lançar “Saudade” e reviver seu passado, a cantora relembra sua infância no bairro da Saúde e suas influências musicais.

Antes de compreender todos os detalhes e referências, assista ao clipe:

Vamos às referências:

“Reuni os amigos pra rever as fotos, aí só deu saudade…” Nas primeiras cenas, Claudia aparece revendo fotos em uma grande caixa, um quarto, repleto de recordações em preto e branco de momentos marcantes da sua vida. É o ponto inicial para o clipe refletir toda sua temática.

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

 

Desde que foram divulgadas as primeiras imagens da gravação do vídeo, Leitte dividiu opiniões ao recriar cenas do videoclipe “They Don’t Care About Us” (1996) de Michael Jackson, no Pelourinho. Mas, ao contrário do que se esperava, no resultado final nada pareceu plágio ou homenagem ao rei do pop: Claudinha demonstra gratidão e orgulho ao fato do cantor ter escolhido terras soteropolitanas para marcar história e apresentar a cultura baiana para o mundo.

As imagens fluem muito bem e revelam que Claudia, literalmente de pés no chão,  está em sua própria casa.

Claudia:

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

Michael:

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

Sarajane, batizada como “mãe do axé”, responsável por levar o gênero para as telinhas brasileiras no programa “Cassino do Chacrinha”, é relembrada e homenageada por Claudinha em recriações de algumas cenas do hit baiano “A Roda”, lançado em 1987 e resgatado em 2013 na trilha sonora da minissérie “O Canto da Sereia”.

Claudia:

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

Sarajane:

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

Não poderia ficar de fora: o “pai do axé”, Luiz Caldas, recebe sua devida homenagem com a recriação de cenas do clipe de “Fricote” (1985).

Claudia:

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

Luiz:

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

E, claro, a banda Babado Novo, responsável pelo impulsionamento da cantora no cenário nacional, foi carinhosamente lembrada em reproduções de cenas do videoclipe de “Amor Perfeito” (2003).

Claudia atualmente:

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

Babado Novo:

CULTURA: entenda todas as referências feitas por Claudia Leitte no videoclipe de "Saudade"

No final, um clipping mostra imagens de arquivo de apresentações da cantora em carnavais e gravações de DVD.

É de se emocionar e arrepiar. Claudia Leitte, com maestria, captou e transmitiu toda uma cultura em 03:16 minutos do vídeo dirigido por Chico Kertész. A direção de arte merece ser reconhecida pela sua responsabilidade com a história de uma gente. Se alguém ousar a dizer que não gostou, certamente não entendeu o conceito ou o propósito da produção.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/claudia-leitte-relembra-sua-carreira-e-homenageia-salvador-ao-lado-de-hungria-hip-hop-e-do-olodum-no-clipe-de-saudade-assista/

Para os amentes do axé, o videoclipe de “Saudade” não é para ser assistido e sim, sentido! Obrigado, Claudia.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<