Conheça o final alternativo ainda mais sombrio de "A Maldição da Residência Hill"

Novidade que vem fazendo a cabeça do público da Netflix nos últimos dias, a série de terror “A Maldição da Residência Hill” conquistou também a crítica e até fez muita gente passar mal de tanto medo. Ainda que o desfecho da produção tenha tomado ares otimistas, Mike Flanagan, criador e diretor da série, teria uma outra ideia para o final da temporada.

No último episódio descobrimos que o misterioso quarto vermelho mudava e se adaptava para atrair os membros da família Crain, desfecho que já havia sido enunciado pela janela retangular que podia ser vista ao fundo nos cenários. Depois disso, parte da família consegue enfim escapar e retomar suas respectivas vidas.

Porém, os planos originais de Flanagan seguiam caminhos bem diferentes. Nas montagens em que são apresentadas as formas como os Crains reencontraram o caminho da felicidade o diretor pensou em adicionar a mesma janela retangular nas cenas, para sugerir que os Crain jamais teriam escapado de verdade:

“Falamos por muito tempo sobre colocar a janela do Quarto Vermelho, aquela estranha janela vertical, no fundo dessa cena. No fim decidi que não. Era cruel demais. Mas conversamos muito sobre essa paz não ser real. Na versão final, acredito que é completamente real. Nos comprometemos com essa narrativa” disse Flanagan, em entrevista ao site Trillist.

A produção é baseada no livro “A Assombração da Casa da Colina”, escrito por Shirley Jackson, em 1959, e está disponível na plataforma com a sua primeira temporada, somando dez episódios de aproximadamente 60 minutos cada.

Confira o trailer: