Compositor brasileiro vai processar Adele e alega plágio na faixa “Million Years Ago”; entenda

Compositor brasileiro vai processar Adele e alega plágio na faixa “Million Years Ago”; entenda

A música é uma forma de comunicação mundial e se engana quem acha que ela não é capaz de romper fronteiras, rompe tanto que às vezes, é capaz até de gerar grandes problemas.

O compositor Toninho Gerares, de 59 anos, afirma Adele plagiou uma de suas maiores composições, a faixa “Mulheres”, consagrada pela grande voz de Martinho da Vila. O compositor que requisitado no universo do samba e do pagode revelou que ficou chocado quando ouviu pela primeira veez a faixa “Million Years Ago”, de Adele, presente no álbum “25”.

“Fiquei estarrecido quando me dei conta. A melodia e a harmonia são iguais. É uma cópia escancarada.”

Confira a comparação feita por internautas:

A defesa de Geraes pretende alegar que a denuncia tem embasamento, uma que Adele teria ficado amiga da personal trainer paulista Camila Goodis e que o produtor do álbum, Greg Kurstin, também é um grande pesquisador da música brasileira.

Segundo a revista VEJA, duas ações extrajudiciais foram enviadas em maio à Adele, a Greg Kurstin (coautor da canção e seu produtor), à gravadora XL Recordings/Beggars Group e também ao grupo Sony. Na notificação, os representantes jurídicos de Geraes afirmam que além da linha melódica da faixa, Adele e seu produtor “se apropriaram das primeiras notas de introdução” e as reproduziram no início, refrão e final de “Million Years Ago”.

A equipe do compositor brasileiro estaria tentando um processo amigável, mas como ainda não houve resposta das ações extrajudiciais é possível que processo seja protocolado em breve. Não foi revelado o valor da indenização que Geraes vai exigir do grupo de Adele.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<