Comemorando 10 anos desde a sua estreia nas novelas, Jacqueline Sato analisa carreira e fala sobre trabalho com Greenpeace Brasil!

Em dose dupla na HBO Max com as séries “Os Ausentes” (2021) e “Psi” (2014), e na Netflix com o anime “My Hero Academia: 2 Herois”, um de seus trabalhos como dubladora, a atriz Jacqueline Sato celebra este ano 10 anos desde a sua estreia nas novelas.
Ela, que começou sua trajetória artística em “Corações Feridos” (SBT), vem colecionando grandes atuações desde então, como nas novelas da Globo “Sol Nascente” e “Além do Horizonte”, também no Canal Sony com a série “(Des)Encontros”, e recentemente até mesmo atuando como apresentadora no comando dos programas da Band “Encantadores de Pets” e “Bruce Lee – A Lenda”.

“Olhando para minha trajetória tenho muito orgulho e muita gratidão por todas as oportunidades que tive, por todos os personagens que interpretei, pelas pessoas com quem trabalhei e aprendi, e por ter crescido tanto com tudo isso. Um crescimento artístico e profissional, mas também pessoal. Olhando pra trás, vejo o quanto o amor e a persistência em seguir neste caminho, que é um chamado da alma e do coração, fez sentido, valeu a pena e segue valendo. Lembro das dificuldades, e o como é bom perceber quantas consegui superar. Isso me fortalece, me faz querer fazer mais e melhor. Ter sido, e continuar sendo uma das poucas atrizes com ascendência asiática com uma carreira consistente e longa no audiovisual brasileiro é algo pelo qual eu me sinto honrada e orgulhosa sim, mas quero que a gente tenha muitas mais.”, comenta.

Fora das telas, a atriz, que é CEO da House of Cats, associação de proteção animal que recolhe gatinhos de rua, tem se dedicado também ao Greenpeace Brasil. Jacqueline, que antes mesmo de receber o convite para ser embaixadora da organização já era conhecida por disseminar pautas importantes sobre assuntos como preservação do meio-ambiente, proteção animal e sustentabilidade, explica um pouco sobre seu trabalho na nova função:

“Eu colaboro com a parte de Comunicação, dando ideias para ações, tentando encontrar formas dessas mensagens chegarem a um número cada vez maior de pessoas, e uso da minha voz e visibilidade para fortalecer e espalhar as informações e a Luta.”, finaliza a artista.

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets