Com a tradicional capela de casamentos, Rock In Rio anuncia atrações da Rota 85 com cinema vintage e muito mais

Como num túnel do tempo, um dos locais mais concorridos para cliques, selfies e totalmente instagramável do Rock in Rio está de volta na edição de 2022 – a Rota 85. Este será o segundo ano consecutivo do espaço dedicado ao ano que o Rock in Rio. E neste ano, teremos como novidade um cinema e um orelhão. Isso mesmo, os emblemáticos orelhões tradicionalíssimos à época farão parte da memorabilia do evento nesta edição.

Para a melhor e maior edição de todos os tempos, como os organizadores garantem, a Rota 85 contará com um cinema que fará alusão ao antigo e histórico cinema Rian, que exibirá conteúdos relacionados ao festival e vai levar as pessoas para uma viagem no tempo. Nele, ficará rodando em looping alguns trechos do primeiro Rock in Rio, em 1985, para que o público sinta ainda mais a energia daquela edição histórica. O charme do espaço fica por conta da cenografia vintage e elementos marcantes da época. A cereja do bolo será a presença de dois personagens que eram vistos com frequência nas salas: os lanterninhas e os baleiros. Afinal, quem nunca precisou interromper o namoro no cinema por conta da luz dos lanterninhas na sala? Ou quem nunca sentiu uma fome repentina no meio dos filmes e o baleiro estava ao lado para salvar o momento?

Outra novidade é que pequenos detalhes da edição de 1985, mas que fizeram total diferença na entrega de um grande espetáculo, também estarão presentes em 2022. O festival vai instalar, na Rota 85, um dos principais meios de comunicação da época: o orelhão. No primeiro Rock in Rio, foi preciso inserir alguns deles na Cidade do Rock para que as rádios pudessem fazer suas transmissões, algo que é difícil de se acreditar hoje em dia. Em 2022, porém, ele terá outra finalidade. As pessoas que forem até o orelhão terão a oportunidade de conversar com a primeira edição do Rock in Rio, contando histórias emblemáticas e emocionantes de tudo o que viveram na época e nas edições seguintes do festival. A ideia da ação foi inspirada na carta que Roberto Medina escreveu neste ano como se estivesse conversando com a edição de 1985, lembrando a ele mesmo que o começo não foi nada fácil, mas valeu a pena sonhar.

A parte cenográfica segue inspirada na icônica Route 66, estrada que cruza oito estados americanos, com diversos pontos de entretenimento e fotos, como uma borracharia, um bar com acervo de todas as edições do Rock in Rio, um posto de gasolina e muitos outros atrativos. Cenário perfeito para registrar as melhores memórias do festival.

E se a nostalgia estará intimamente relacionada à Rota 85 a partir de ícones do período, neste espaço as atrações musicais ficarão por conta dos artistas Betta, JP Bonfá e Pedro Mahal + Buraco Blues, que se apresentam durante todos os dias de festival.

No line-up da Rota 85, três atrações vão trazer toda a emoção da época para o espaço durante os sete dias de festival. Com um DNA que é puro rock’n’roll, Roberta Malucelli — a Betta — chega a seu segundo Rock in Rio no ponto mais rock de sua carreira. A cantora foi um dos oitos talentos selecionados para participar do Palco Carioca do Metrô Rio, na última edição do Rock in Rio. Considerado um dos maiores guitarristas de sua geração, o cantor e compositor João Pedro Bonfá, também marca presença no local. Músico há 25 anos e com passagem por bandas de rock do Rio de Janeiro, entre elas Turba, Iggy e Os Traidores, Papel Fantasma e Cash Crash, atualmente o artista se dedica ao seu trabalho solo de música autoral focado no rock’n’roll. Já Pedro Mahal + Buraco Blues se apresentam com músicas que trazem ao espaço as raízes do blues e do rock’n’roll. O repertório da banda é baseado nas décadas de 50, 60 e 70 com covers de ícones da música internacional.

Créditos: Approach Comunicação

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets