Chloe x Halle: conheça a trajetória das irmãs e descubra por que elas são mais que “as protegidas da Beyoncé”

O ano de 2020 está marcando o mundo da música com grandes hits que não saem das nossas cabeças, com “Rain On Me”, “Savage Remix” e “Say So”, entre outras. Também é impossível não lembrar de “Do It”, e cantarolar o refrão. A música é o primeiro single do álbum “Ungodly Hour” das irmãs Chloe e Halle, que são conhecidas como “as protegidas de Beyoncé”, mas são bem mais do que isso. A dupla tem um longo currículo artístico e só precisou de um “empurrãozinho” de Beyoncé para mostrar que estão mais que prontas.

Nascidas em Atlanta no estado da Geórgia, Chloe Bailey e Halle Bailey foram criadas em Los Angeles, Califórnia, para explorar a cena artística da cidade. Pode parecer que o primeiro contato das irmãs com a Beyoncé foi após o cover de “Pretty Hurts”, porém muito antes disso elas já haviam trabalhados juntas na gravação do filme “Resistindo às Tentações” em 2003, onde Beyoncé atuou com o ator Cuba Gooding e a pequena Chloe, que com apenas cinco anos interpretou no filme a personagem Lilly em sua infância.

Em 2006 às irmãs interpretaram as personagens Angie e Tina, no filme “As Férias Da Minha Vida”, que tem como protagonista a atriz e cantora Queen Latifah. De 2008 a 2009 a lista de atuações só foi aumentado, e as duas participaram de filmes como: “Meet The Browns”, “Gospel Hill” e “Let Is Shine” na Disney, estrelando ao lado do ator Tyler James, o mais conhecido como Chris do seriado “Todo Mundo Odeia o Chris”.

“As protegidas de Beyoncé”

Junto a vários trabalhos de atuação para filmes e séries, as irmãs também tinham um canal no YouTube, onde postavam covers de suas canções favoritas, como: “Wide Awake”, “We Found Love”, “Girl On Fire” e outras. Mas foi com o cover da música “Pretty Hurts” que as meninas ganharam um destaque imenso, chamando atenção da própria Beyoncé, que convidou as irmãs para integrarem sua gravadora, Parkwood Entertainment, em 2015.

De contrato assinado, Chloe e Halle começaram a produzir suas canções para um primeiro lançamento, sob o guarda-chuva da gravadora. Beyoncé proporcionou à dupla, foi a liberdade de produzirem um produto da forma que elas queriam, com o apoio de uma gravadora para distribuição.

Os primeiros trabalhos

No dia 29 de abril de 2016, a dupla lança seu primeiro trabalho autoral, o EP “Sugar Symphony”, com cinco faixas, e como singles as músicas “Drop” e “Fall”. 

O EP foi todo produzido pelas meninas, e as mesmas assinam todas as faixas do projeto, que segue uma sonoridade equilibrada, construindo assim uma identidade no mercado.

Dando sequência aos trabalhos, em 2017, o duo lançou uma mixtape, intitulada “The Two of Us”, que foi muito aclamado pela crítica, principalmente por ter novamente todas as faixas assinadas e produzidas pelas irmãs. A mixtape foi incluída na lista dos Melhores Álbuns de R&B de 2017 da revista Rolling Stone, dando ainda mais visibilidade e prestígio ao trabalho da dupla. 

Em 2017, às irmãs foram convidadas a participar da série “Grown-ish”, uma comédia, que teve como abertura a música “Grown”, gravada especialmente por Chloe x Halle. Na estreia da série, a faixa “The Kids Are Alright” foi lançada, e no ano seguinte o primeiro álbum de estúdio das irmãs foi lançado, com o mesmo nome da faixa. O álbum foi super aclamado, mais uma vez por ter as irmãs assinando a composição e produção de todas as faixas.

O sucesso foi tamanho, que em 2019 às irmãs foram indicadas ao Grammy, na categoria de “Artista Revelação” e o álbum na categoria “Melhor Álbum Urban Contemporâneo”, concorrendo com o álbum “Everything Is Love”, de Beyoncé e Jay-Z. 

Seguindo o ano de sucesso, ainda em 2019, Chloe x Halle foram convidadas a cantar na 53ª  edição do Super Bowl, a música “America the Beautiful”.

Em julho de 2019, a Disney anunciou que Halle  foi escalada para interpretar a princesa Ariel, na versão live-action do filme “A Pequena Sereia”, que será dirigido por Rob Marshall.

Ungodly Hour

Após um ano cheio de trabalhos e novidades, as irmãs Chloe x Halle, no dia 12 de junho de 2020, lançaram o “Ungodly Hour”, o segundo álbum de estúdio pela gravadora Parkwood Entertainment, junto à Columbia Records.

O álbum recebeu elogios da crítica, destacando sua entrega vocal, crescimento artístico, maturidade e coesão do álbum. Shahzaib Hussain, do Clash, afirmou que o álbum “carece de parte do espírito de bricolage de seus esforços anteriores, mas se beneficia de navegar pelas trilhas de jogabilidade e experimentação”. Rachel Aroesti, do The Guardian, disse que o par combina “harmonias suntuosas com batidas complexas” e que a atenção do ouvinte foi atraída para os detalhes do álbum e “o apelo de queima lenta das melodias vocais do par, que são habitualmente inventivas, ornamentais e bonitas”.

O álbum possui 13 faixa, e teve como single de entrada a música “Do It”, foi lançado em 14 de maio de 2020. Na sequência, o segundo single foi a faixa “Forgive Me”, lançado em 12 de junho de 2020.

O álbum estreou em #16 na parada Billboard 200, com 24 mil unidades vendidas na primeira semana, marcando o álbum de maior sucesso da dupla . O álbum também entrou na lista dos 50 melhores pela Rolling Stone, ocupando a 44ª  posição. O álbum ocupa também a posição #22 na lista dos melhores álbuns de 2020, pelo Uproxx.


Performances 

Por conta da pandemia do Covid-19, alguns programas e premiações tiveram que mudar o seu formato de exibição, assim com os artistas também tiveram que mudar a forma de divulgação dos seus trabalhos atuais. Com Chloe x Halle também não foi diferente.

As irmãs fizeram várias performances para divulgação do atual álbum, e com isso chamaram a atenção mais uma vez pela excelência e entrega nas performances de novo formato. As meninas se apresentaram no BET Awards, VMA, GLAAD Awards, Today Show, Dear Class Of 2020, Global Goal Concert, Jimmy Kimmel e muito mais. Todas as performances gravadas num estúdio e até mesmo na quadra da casa das irmãs, onde elas entregam vocal, coreografia, figurino e uma produção que fazem as performances parecerem um vídeo clipe.

Com um extenso histórico de trabalho artístico, pode-se concluir que Chloe x Halle são pura arte e talento, começando desde muito novas no cinema até o grande estouro no YouTube. Chloe e Halle não são apenas as “queridinhas da Beyoncé” atoa. Beyoncé enxergou em duas garotas potencial e qualidade para trilhar um belo caminho e construir uma brilhante carreira. A contratação com a Parkwood Entertainment foi um ponto fundamental para o crescimento das irmã, mas o mérito total se dar a essas duas grandes artistas, que estão rumo à construção de um legado.