Chloe Moretz recusou participar de "Bad Blood" da Taylor Swift porque é contra "panelinhas"

O clipe “Bad Blood” de Taylor Swift, lançado ainda em maio do ano passado, dividiu opiniões. E as problematizações na internet eram muitas. Alguns defendiam o feminismo do vídeo, considerada o melhor do ano em muitas premiações como o VMA. Outros apontavam que a produção promovia exclusividade de mulheres brancas e magras causando um segregamento racial e a padronização da beleza já tão imposta pela sociedade. Sem contar no possível direcionamento da música, que segundo rumores, foi escrita para Katy Perry em um momento desagradável que ambas tiveram uma com a outra em suas carreiras.

Além do grande “esquadrão” presente no vídeo como Gigi Hadid, Zendaya, Karlie Kloss, Kendall Jenner e Cara Delevingne por exemplo, a atriz Chloe Moretz foi convidada para participar através de Selena Gomez – que é uma grande amiga de Swift e também estava no audiovisual. Porém, ela recusou o convite, pois não acha algo legal criar “times” ou “panelinhas” no meio artístico para uma determinada situação que vá repercutir negativamente na mídia, contando sobre o momento em entrevista para a Complex.

“Sim, eu fui convidada, mas…e?”, disse cantora a princípio. O jornalista sentiu que Chloe queria falar mais algumas coisas sobre Taylor, porém preferiu ficar calada para que seu discurso não tome uma proporção negativa. “Bem, ela é uma pessoa talentosa, você pode falar comigo sobre essas coisas, mas não gosto de promover ‘panelinhas exclusivas'”, terminou.

Ao ler a entrevista, Marina And The Diamonds apoiou Chloe sobre sua decisão de não querer promover “grupos exclusivos”:

>>> Curta o PFBR no Facebook

>>> Agora no @oficialpfbr

Carregar mais tweets