Cardi B confirma que recusou se apresentar no Super Bowl em ato de protesto: "Você tem que se sacrificar"

Cardi B era uma das grandes cotadas para acompanhar o Maroon 5 no halftime show do Super Bowl LIII, que ocorreu no último domingo (3). Porém, a artista recusou a proposta apesar dos “sentimentos mistos”. Afinal, é uma grande honra e uma exibição tremenda, porém, o ato de racismo da NFL em relação ao jogador Colin Kaepernick pesaram mais na decisão da rapper.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/girls-like-you-de-maroon-5-e-cardi-b-completa-32-semanas-no-top-10-da-hot-100-e-se-aproxima-de-recorde/

Em entrevista, a americana explicou melhor sua posição. Ela disse que foi muito difícil, porque seu marido Offset ama futebol americano, mas ela se sentiu obrigada a apoiar Kaepernick porque ele botou a cara à tapa pelas minorias.

“Meu marido, ele ama futebol americano. As crianças dele jogam futebol americano. Tem sido bem difícil para ele… Ele realmente queria ir ao Super Bowl, mas ele não pode ir ao Super Bowl, porque ele tem que se levantar para alguma coisa. Você tem que se sacrificar. Eu tive que sacrificar muito dinheiro para performar. Mas há um homem que sacrificou seu trabalho por nós, então temos que apoiá-lo”.

Apesar de tudo, Cardi B não tem do que reclamar. Ele concorre por cinco vezes no Grammy Awards 2019, que ocorre no próximo domingo (10), incluindo nas categorias “Álbum do Ano”, pelo “Invasion of Privacy”, e “Gravação do Ano”, por “I Like It”. Bardi também tem performance confirmada no evento.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/audiencia-do-show-de-intervalo-do-maroon-5-no-super-bowl-foi-a-pior-dos-ultimos-10-anos/