Billboard discute: Taylor Swift vai conseguir mais um debute de 1 milhão nos EUA com o "Lover"?

Os últimos quatro discos de Taylor Swift conseguiram superar a marca do milhão já na semana de estreia. O “Speak Now” fez 1,04 milhões de unidades em 2010, seguido pelo “Red”, que aumentou a conta em 2012, com 1,21 milhões. O “1989” foi o auge, com 1,28 milhões em 2014. Já o “reputation” voltou à casa dos 1,21 milhões de cópias, em 2017.

Agora, com o lançamento do “Lover” nesta madrugada, a Billboard pergunta: seria Taylor capaz de repetir a façanha pela quinta vez consecutiva?

Taylor Swift fala sobre a escolha dos títulos de seus álbuns e revela o nome inicial do "Lover"

Executivos de música dizem que, agora, na era dos streams, debutes com mais de 1 milhão de unidades são praticamente impossíveis. A última pessoa que conseguiu essa façanha foi a própria Swift, com o “reputation”, há quase dois anos. Desde então, as vendas puras perderam 35% de sua força, um número muito significativo. Atualmente, a melhor estreia do ano pertence ao “Happiness Begins” dos Jonas Brothers, com “apenas” 414 mil unidades.

Em uma perspectiva otimista, o “Lover” está previsto para vender cerca de 600 mil cópias, auxiliando com a grande divulgação que está sendo feita nos últimos dias e ainda será realizada durante toda a próxima semana, inclusive com performance no VMA, na próxima segunda-feira (26). Há também quatro versões únicas disponíveis nas lojas Target, com vários conteúdos extras que os fãs americanos mais dedicados certamente vão comprar.

O disco também será o primeiro de Taylor Swift a estar disponível nas plataformas de streaming juntamente com seu lançamento. A cantora já está de olho nisso a um tempo, fechando parcerias com a Apple Music e agora, mais recentemente, com o Spotify. Nessas plataformas, é esperado que o trabalho faça de 125 mil a 150 mil cópias. Ou seja, o “Lover” deverá debutar com números perto de 750 mil nos Estados Unidos.

Com todo o clima de romance, Taylor Swift lança o videoclipe da faixa "Lover"; assista

O número não é ruim, muito pelo contrário, é excelente. Definitivamente, apenas um novo álbum da Adele poderia superar esse número hoje em dia. O último grande lançamento de Drake, o “Scorpion”, do ano passado, também não chegou na casa do milhão, ficando com 732 mil cópias em sua primeira semana. Se o “Lover” conseguir ultrapassar esse número, poderemos ter certeza que Taylor Swift segue em seu auge e está inabalada. Os parâmetros são outros. A indústria mudou. Nos resta apenas aceitar.