Beyoncé fala, em entrevista, sobre os abortos que teve, seu impacto atual na indústria musical e charts; confira

A super diva Beyoncé é a capa da edição de Janeiro da grande revista ELLE e, além do ensaio fotográfico, a diva deu grandes entrevistas ao veículo. As perguntas eram compostas pela entrevistadora, além de perguntas de fãs, através do Facebook e e-mail.

Em um dado momento da entrevista, Beyoncé fala sobre como vários empecilhos que a fizeram repensar seu trabalho, a começar pelo aborto que teve antes de dar a luz à sua primeira filha, Blue Ivy:

“Comecei a buscar um significado mais profundo quando a vida começou a me ensinar lições que eu não sabia que precisava. Aprendi que toda dor e perda é, de fato, um presente. Ter abortos me ensinou que eu tinha que ser mãe antes de ser mãe de outra pessoa. Então eu tive a Blue, e a busca pelo meu propósito se tornou muito mais profunda”

Além dos abortos, a diva falou sobre seu impacto atual na indústria e charts, além do caso em que o Grammy esnobou o “Lemonade”, seu aclamado álbum que levou apenas uma estatueta em 2017.

“Ser ‘número um’ (nos charts) já não é mais a minha prioridade. Minha verdadeira vitória é criar arte e um legado que viverá muito além de mim. Isso é gratificante”