AUGE: saiba qual foi a desculpa do Grammy por cortar discursos de Drake, Dua Lipa e diversos outros

A 61º edição do Grammy Awards com certeza foi uma das mais polêmicas dos últimos anos e desta vez, graças as enormes sequências de erros e confusões envolvendo a cerimônia. Foi briga com Ariana Grande, boicote por conta de artistas como Childish Gambino e Eminem e diversos outros.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/gente-ariana-grande-mostra-total-insatisfacao-com-vitoria-de-cardi-b-na-categoria-melhor-album-de-rap-no-grammy-2019/

Um dos pontos altos que imediatamente foi visto como uma atitude negativa da cerimônia, foi ter cortado bruscamente o discurso de Drake, justamente quando ele desqualificava o critério de escolha para os vencedores do gramofone de ouro.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/shade-ao-receber-seu-premio-por-gods-plan-drake-joga-direta-para-o-grammy-e-e-cortado-ao-vivo/

O mesmo ocorreu com Dua Lipa, que coincidentemente, também teve seu discurso cortado quando alfinetava a cerimônia, Dua agradeceu o prêmio de artista revelação e complementou; “acho que nos esforçamos este ano, né?”, claramente um resposta para o diretor da premiação, que ao ser questionando sobre a ausência de mulheres e artistas negros nas categorias, Neil Portnow revelou que se mulheres e negros quisessem aparecer no Grammys, eles precisavam “se esforçar”.

Durante nossa cobertura, notamos realmente que por diversas vezes uma música entrava enquanto artistas agradeciam pelos gramofones, chegamos acreditar que de fato seria um problema na sonoplastia da cerimônia.

O Grammy explicou em nota para a revista Variety que não tentou censurar ninguém. Sobre Drake, o Grammys explicou que o rapaz deu uma pausa natural em seu discurso e então eles entenderam que o mesmo já havia finalizado, mas ao saber que não tinha terminado, os produtores do evento procuraram o rapper para saber se o intérprete de “Nice For What” gostaria de voltar ao palco para finalizar o discurso, mas Drake dispensou o pedido, alegando que já havia dito o que queria. O mesmo foi para Dua Lipa, H.E.R e os produtores de “This Is America”, de Childish Gambino.

Ou seja, a desculpa foi porque a direção achouq que eles já tinham acabado de falar ou porque estavam passando do tempo reservado a cada artista.

Assista aos cortes: