AUGE: ativista cristão quer processar NFL em ação TRILIONÁRIA por exibição de virilhas no Halftime Show; entenda

Na última semana rolou um dos eventos mais esperados dos Estados Unidos, a final do Super Bowl 54, trazendo como show de intervalo as estrelas da música, Shakira e Jennifer Lopez. Com cultura latina, as musas não deixaram ninguém ficar parado, trazendo muita dança, cores e claro, muito corpo.

Mas ao que tudo indica, teve um certo alguém que ficou revoltado com a suposta falta de respeito da NFL. O ativista religioso de extrema-direita, Dave Daubenmire, alega que a exibição do evento colocou em perigo a devoção e fé de sua família, em especial o show realizado por Jlo e Shakira. Segundo o site Ring Wing Watch, o norte-americano teria feito as afirmações em seu podcast, “Pass The Salt“. Dave argumentou que o fato das artistas usarem roupas curtas poderia induzir seus filhos a ficarem sexualmente excitados com as cenas;

“Fomos avisados de que nossos filhos de 12 anos assistiriam a algo que poderia deixá-los sexualmente excitados?”

Dave teria ido além e dito que a NFL poderia ter tirado a chance de seus filhos “entrarem no Reino do Céu, correndo risco de serem mandados para o fogo do inferno”. Segundo o extremista, tal ato seria passível de ação jurídica, já que nenhum aviso parental foi exibido antes do espetáculo iniciar.

“Vocês levaram isso para a minha sala de estar. Não me avisaram que teria imagens de virilha. Isso é discriminatório contra os valores que tenho em casa. Vocês não podem fazer isso”

Sobre valores e por supostamente a NFL ter tirado a oportunidade dos filhos do religioso irem para o céu, Dave considera que a bagatela US$ 867 trilhões, algo em volta de 36 quadrilhões de reais é justo para reparar o psicológico de sua família.

Surreal?

Sobre o autor: /

Música latina, você é tudo pra mim e o resto do mundo que lute. 25 anos e aprendi a amar séries aos 24. Jornalista por paixão, designer por imposição e editor-chefe do PFBR por satisfação. E já sabem, stream Latino Gang on Spotify.