Até quando o ódio vai ultrapassar o amor? Rapper se suicida após episódio transfóbico com sua namorada

Apesar de grandes avanços que o mundo consegue, infelizmente em algum pontos parece que a tendência é a regressão. Na última semana o rapper Maurice Willoughby (20) cometeu suicídio após enfrentar um quadro de depressão. 

Conhecido como Reese Him Daddie, o americano da Filadélfia, não teve o reconhecimento por sua arte, mas sim por um vídeo que viralizou na internet onde o mesmo enfrenta alguns homens transfóbicos em defesa de sua namorada, Faith Palmer.

O rapper começou a morar com sua namora a partir dos primeiros ataques que ela começou a passar. O casal se encontrava em casa quando quatro homens se reuniram na posta deles para realizarem os insultos, ridicularizando Reese por namorar uma trans.

Maurice por sua vez, os confrontou dizendo que namorava sim uma trans e que não existia problemas com isso. Após o acontecimento, tatuou o nome de sua namorada no rosto e fazia questão de mostrar o quanto era feliz com ela.

Faith informou que sua morte foi devido uma overdose, o rapper era dependente químico e as ofensas das quais o casal sofreram se tornaram o gatilho para o suicídio.

Personalidades como a ativista Aslee Marie Preston e a atriz Laverne Cox prestaram suas condolências aos amigos e familiares através de suas redes sociais.