Após sofrer críticas sobre sua carta onde citava Beyoncé, Doja Cat entre outras, Lana Del Rey se pronuncia

Lana Del Rey compartilhou ontem (21), em suas redes sociais, uma carta aberta a indústria da música. Nela, a cantora se defende das acusações de romantizar relacionamentos abusivos em suas canções e composições.

Algumas horas após, a cantora recebeu inúmeras criticas e precisou voltar as redes sociais para se esclarecer. Na carta, Lana diz que não cantará sobre misoginia, e aproveitou para anunciar seu próximo álbum para o dia 5 de setembro.

No Instagram, a cantora publicou: “Para clarear porque eu sei que vocês adoram distorcer as coisas. Eu amo muito essas cantoras e conheço elas. Por isso que eu as mencionei. Gostaria de ter a mesma liberdade de expressão sem julgamento de histeria”. – escreveu Del Rey.

A cantora ainda continuou: “As cantoras que eu mencionei são as minhas favoritas (…). Isso não muda o fato que eu não tive a mesma oportunidade pra expressar o que eu queria sem ser completamente dizimada. E se você quer dizer que é algo com raça, é a sua opinião, mas não é o que disse”. – finalizou.