Após ser excluída das indicações do Grammy 2021, Halsey se pronuncia e detona a premiação: “tudo é dinheiro”

Após ser excluída das indicações do Grammy 2021, Halsey se pronuncia e detona a premiação: “tudo é dinheiro”

O Grammy 2021 vinha com a proposta de ser um evento grandioso, principalmente após tantos lançamentos memoráveis no ano de 2020 e principalmente em um ano onde as pessoas tem a esperança de poderem retornar a vida normal, uma vez que tiveram que se readaptar devido a pandemia pelo novo coronavírus, mas parece que tudo deu errado.

Uma das grandes polêmicas da cerimônia foi o total descaso da academia com as indicações ao “After Hours”, atual álbum de The Weeknd e um dos mais premiados deste ano, mas mesmo com toda essa aclamação, o disco de Abel foi completamente ignorado, levando The Weeknd a se pronunciar sobre o caso e chamando a cerimônia de corrupta. Dias depois, o tabloide americano TMZ foi atrás de informações e descobriu que a exclusão de Weeknd poderia ter sido uma possível retaliação pelo artista se apresentar no Super Bowl 2021. Por fim o intérprete de “Blinding Lights” afirmou em suas redes sociais que planejava uma grande apresentação para o Grammy mas após o ocorrido se sentiu como se tivesse sido “desconvidado” da cerimônia.

Com seu mais novo disco, “MANIC”, lançado em janeiro deste ano, Halsey também foi completamente excluída da 63º cerimônia de indicados, o que gerou bastante revolta entre os seguidores da moça e após ficar em silêncio desde o anúncio, a intérprete de “Without Me” decidiu abrir o jogo e detonar o evento.

A cantora publicou uma carta aberta em seu stories do Instagram, confira:

Após ser excluída das indicações do Grammy 2021, Halsey se pronuncia e detona a premiação: “tudo é dinheiro”

Eu estava pensando e queria escolher minhas palavras com cuidado, porque muitas pessoas têm demonstrado simpatia por mim desde as nomeações ao Grammy.

O Grammy é um processo enganoso. Às vezes pode ser sobre de performances privadas nós bastidores, conhecer as pessoas certas, campanhas sigilosas, com os apertos de mãos corretos e os “subornos” que podem ser apenas ambíguos o suficiente para não serem considerados suborno. E se você chegar tão longe assim, é sobre se comprometer a exclusivas performances na TV e se certificar que a Academia ganhe uns milhões com propagandas na noite do programa.

Talvez, às vezes seja, mas nem sempre é sobre música, qualidade ou cultura. Só queria desabafar. The Weeknd merece o melhor, “Manic” também merece. Talvez seja impróprio eu dizer isso, mas não dou mais a mínima. Embora eu esteja feliz pelos meus colegas que foram reconhecidos esse ano, eu espero mais transparência ou reforma nessa cerimônia. Mas tenho certeza que esse post me colocará na lista negra de qualquer jeito.

Vale lembrar que tanto sobre Halsey e The Weeknd, o CEO do Grammy apenas informou que anualmente, centenas de artistas submetem seus projetos, mas a academia só pode escolher cinco indicados em algumas categorias.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<