Após estreia no YouTube, “Bandida” de Pabllo Vittar e Pocah sofre restrição no YouTube

Mais uma vez o YouTube vem sendo centro de polêmicas quando se trata de artistas femininas e LGBTQIA+, bloqueando conteúdo dos artistas em questão e o principal argumento é que o mesmo tipo de censura não acontece com artistas masculinos.

O novo videoclipe de Pabllo Vitar e Pocah foi vítima do filtro de censura de pesquisa no YouTube Brasil por utilizar a palavra “Bandida”, que segundo os termos da plataforma, não é considerada dentro dos tramites para divulgação livre. Rapidamente a tag “YouTube Homofóbico” e “Bandida sem censura” atingiu os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil, mas mesmo com toda a movimentação, o YouTube não se manifestou e também não retirou o videoclipe da censura.

Diversos fãs comentaram nas redes sociais: