DJ Malboro revela que Anitta pediu autorização de “Rap das Armas” e manda indireta para artistas: “nasceram ontem e acham que podem se apropriar”

DJ Malboro revela que Anitta pediu autorização de “Rap das Armas” e manda indireta para artistas: “nasceram ontem e acham que podem se apropriar”

Ontem tivemos novidades de Anitta no mundo da música, que fez parte do lançamento do novo single do DJ panamenho Dímelo Flow, a faixa “Quiero Rumba”.

Logo de cara, o público foi surpreendido pelo sample da faixa “Rap das Armas”, interpretada pelos MCs Júnior e Leonardo. Alguns internautas se questionaram se Anitta havia apenas se inspirado na faixa ou se realmente houve algum trâmite para obter direitos legais sobre um dos maiores sucessos do funk carioca.

>>> Em tom de mistério, Anitta revela que sua apresentação em famosa casa de shows em Miami “tem um outro motivo por trás”

Nesta manhã o DJ Malboro veio até suas redes sociais para falar sobre a faixa e elogiar Anitta. Malboro revelou que a carioca tratou de forma legal os procedimentos para utilizar o sample de “Rap das Armas” e pediu a autorização do produtor e dos representantes.

“Antes que alguém comece a insuflar a discórdia com desinformação, a Anitta pediu sim as autorizações devidas e deu nessa nova música os créditos devidos aos autores originais, Júnior e Leonardo da música Rap das Armas, que também é trilha do Filme Tropa de Elite.”

>>> Grammy aprova elegibilidade de Anitta como “Artista Revelação”; entenda

O DJ ainda teceu críticas para artistas que utilizam samples famosos e se negam a dar os devidos créditos, dando a entender que teve recentes problemas com algum artista devido a utilização não autorizada de instrumentais.

“Enquanto outros nas terras tupiniquins que nasceram ontem, e não chegam aos pés da Anitta, acham que podem se apropriar e usar as músicas alheias sem as devidas autorizações e créditos aos autores originais, e mentem dizendo que pediram a retirada para se negar a dar a esses o reconhecimento, tenta enganar as pessoas dizendo que é uma homenagem, repito, homenagens não pagam as contas dos homenageados. Ninguém nunca verá como “homenagem” a apropriação dos direitos alheios.” Concluiu Malboro.

Segundo internautas, a indireta teria sido para Xamã, que teve que retirar sample da faixa “Atoladinha” da canção “Sagitário”.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<