Advogados de acusação alegam que "Dark Horse" lucrou $41 milhões; Capitol alega que foram $630 mil

Depois de Katy Perry, Dr. Luke e os demais compositores e produtores de “Dark Horse” terem sido considerados culpados no processo de plágio movido pelo cantor cristão Flame, iniciou-se na última terça-feira (30), a fase de penalização. É nessa etapa que será decidido o montante que os réus deverão pagar à vítima.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/katy-perry-e-declarada-culpada-em-processo-de-plagio-por-dark-horse/

Numa primeira etapa, deve-se estimar a receita gerada pela canção em questão. Nesse ponto, já há divergências entre acusação e defesa. Os advogados do cantor alegam que a faixa teria gerado um lucro de cerca de 41 milhões de dólares, mas a Capitol Records nega tal afirmação, e diz que a faixa gerou uma receita de cerca de 31 milhões que, após subtraídos os custos, resultou num lucro de aproximadamente 630 mil dólares.

Os advogados de Katy Perry alegam que a cantora recebeu cerca de 3,2 milhões por “Dark Horse”, de onde deveriam ser subtraídos 800 mil em custos.

O advogado da Capitol declarou que “o ditado de que para se fazer dinheiro, deve-se gastar dinheiro, é verdade”. E ainda acrescentou: “O que faz uma música da Katy Perry lucrativa? Katy Perry”. Afirmando que o sucesso da faixa se deve ao nome da popstar.

Nesta quarta-feira (31), iniciou-se a etapa em que a gravadora precisa comprovar seus custos.

Ainda não há uma data definida para a divulgação da sentença.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/depois-do-julgamento-de-plagio-dark-horse-sobe-mais-de-mil-posicoes-e-volta-ao-top-150-do-itunes/