"A música era ruim e eu já conhecia os boatos sobre ele": pai de Beyoncé impediu integrantes do Destiny's Child de trabalharem com R. Kelly

A cada dia que passa a carreira do rapper R.Kelly está cada vez mais indo para o poço e provavelmente se retorno.

Depois de diversas acusações de estupro e até sexo com menores de 18 anos, R.Kelly está vendo todas as suas conquistas ruírem e tudo isso graças ao canal Lifetime, que deu voz para algumas das dezenas de vítimas do rapper, casos que vinham acontecendo desde os anos 2000. Em entrevista ao The Metro, Matthew Knowles, pai de Beyoncé e na época gerente do grupo Destiny’s Child disse que ele foi o responsável por impedir de sua filha, Michelle Williams e Kelly Rowland de gravar com o rapper.

Em entrevista, Matthew disse:

“Estava com a Tina (ex-esposa e mãe de Beyoncé) neste dia e o R.Kelly gostava de gravar pela madrugada e eu estranhei que no estúdio dele tinha uma suíte de gravação. Tinha também um clube ao lado, com mais ou menos 50 pessoas dançando. Naquela época, Kelly era gerenciado pela Sony e por um agente que prefiro não citar o nome e você era quase que forçado para que seus artistas gravasse com ele e ele não era nada barato. Entre custos de viagem e cache do R. Kelly, uma musica com ele chegava a custar mais que 100 mil dólares”.

http://5jc.0a9.myftpupload.com/em-programa-de-tv-remy-ma-sai-em-defesa-de-r-kelly-acusado-de-pedofilia-foi-sexo-consensual/

Matthew também explicou porque não permitiu que seu grupo gravasse com o rapper:

“Como agente das meninas eu rejeitei a música, até porque era uma música ruim, não foi só por causa da reputação dele, porque por volta de 1998 esses boatos já estavam presentes”.

Qual será a próxima polêmica envolvendo R. Kelly, ou será que a prisão já é certa?

>>> Já segue o PFBR no Facebook? Não? Tá perdendo varias novidades. Deixa seu like!

>>> Sabia que a gente tá comentando tudo sobre BBB no Twitter? Vem!