"A culpa foi toda nossa" – Diz executivo do Grammy sobre performance desafinada de Adele

Ontem Adele acendeu o palco do Grammy com uma performance intimista de All I Ask.

A música, que faz parte do álbum multi-platinado 25, no entanto, não recebeu o tratamento que pedia: Adele reclamou que sofreu problemas técnicos durante a apresentação, que desde o começo foi acompanhada do som dissonante de violões que, na verdade, eram o barulho do microfone do piano batendo nas cordas:

“Os microfones do piano caíram sobre as cordas do piano; isso era o som do violão”, lamentou a intérprete no Twitter, “Isso fez soar fora de sintonia. Merdas acontecem. Por causa disso, aliás… Eu estou me tratando com um hambúrguer. Talvez tenha valido a pena.”

Hoje, no dia pós-Grammy, um dos executivos responsáveis quebrou o silêncio sobre o insperado, que ainda contou com o microfone de Adele sendo cortado por alguns segundos no início da performance, e se responsabilizou pelo ocorrido:

“Meus parabéns à Adele, ela foi incrível”, comunicou, “A culpa foi toda nossa, de toda a equipe do Grammy.”

Mesmo com os imprevistos, a música voltou a bombar nas paradas digitais, estando ocupando, no momento, a 8ª posição no iTunes americano.

>>> Curta o PFBR no Facebook

Siga o PFBR no Twitter <<<